7 de fev de 2010

E PORQUE HOJE É DOMINGO...

Peguem para vocês a chamada principal da Agência Câmara de Notícias deste domingo. A segunda-feira dos deputados começa na terça, às 16 horas e termina na quinta-feira de manhã.
E eles nem ganham salário mínimo.

Agenda da próxima semana
A previsão de cobertura jornalística só estará disponível na Agenda do Dia.

TERÇA-FEIRA (9):

16 horas
Votações em Plenário
A pauta do Plenário da Câmara para a próxima semana tem duas matérias: o PL 5186/05, do Executivo, que modifica a Lei Pelé e garante recursos para os clubes formadores de atletas; e a PEC 358/05, do Senado, que acaba com o nepotismo na Justiça. Plenário Ulysses Guimarães

19 horas
Congresso Nacional
Sessão para leitura de mensagens presidenciais e votação de vetos. Plenário Ulysses Guimarães

QUARTA-FEIRA (10):

11 horas
CPMI do MST
Reunião administrativa. Sala 2 da Ala Nilo Coelho, no Senado

14h30
CPI da Dívida Pública
Audiência pública para esclarecimentos sobre fatos relacionados às dívidas dos estados. Foram convidados o secretário de Fazenda de Mato Grosso, Éder Dias; e o representante da Federação Brasileira de Associações de Fiscais de Tributos Estaduais, João Pedro Casarotto. Plenário 11

14h30
Comissão Especial sobre Normas Gerais de Contratos de Seguro Privado
Definição do cronograma de trabalho. Plenário 5

14h30
Comissão Especial do Estatuto dos Servidores do Judiciário
Votação de requerimentos e definição do roteiro dos trabalhos. Plenário 7

14h30
Comissão Especial da Licença-MaternidadeApresentação
Discussão e votação do parecer da relatora, deputada Rita Camata (PSDB-ES). Plenário 14

15 horas
Comissão Especial de Investigações sobre Quadrilha Neonazista
Reunião administrativa. Plenário 3

16 horas
Votações em PlenárioPropostas remanescentes da sessão anterior.
Plenário Ulysses Guimarães

QUINTA-FEIRA (11):

9 horas
Votações em Plenário
Propostas remanescentes da sessão anterior. Plenário Ulysses Guimarães

RODAPÉ - Primeiro, não é o roteiro de trabalho que faz da Câmara dos Deputados uma casa de marimbondos mais aloprados que de fogo. O que estraga o Parlamento são os parlamentares que tem por lá. Segundo, não é só a imunidade que faz dos deputados "pessoas não comuns" iguais a todos eles mesmos perante a lei. Notem que a semana deles não tem segunda nem sexta-feira. Eles se estafam de terça a quinta. Deixam em Brasília o que aprenderam em suas terras natais e voltam cheios de graça e religiosamente para seus currais eleitorais, as conhecidas comunidades eleitorais de base.