14 de fev de 2010

DES/PREPARADA & CABOS & RABOS & CARNAVAL

01. Dilma vai ter que explicar no Senado o Programa Nacional de Direitos Humanos. Não está nem um pouco preocupada. Não é que ela esteja apta, diplomada, ou qualificada para responder sobre o assunto. É que o presideus Lula já começou a mover céus e terras para que ela não compareça à convocação.

02. Nuncanahistóriadessepaís uma campanha eleitoral foi feita tão fora dos limites da legislação e por tantos organismos públicos. Agora se entende porque o governo Lula criou tantos ministérios. Cada ministro é um cabo eleitoral.

03. Todos os que têm rabo preso aos pacotes de panetone do governo Arruda, já estão na Papuda. Em salas tão especiais quanto à que se encontra o criminoso italiano Cesare Battisti, apaniguado político de Genro - o Tarso que não faz falta à Justiça de Lula. Enfim, esses são todos iguais perante a lei.

04. Nada mais momesco do que essa intervenção no governo de Brasília é tudo o que o presideus Lula queria. Caiu de conféti e serpentina no seu colo. Para vencer as eleições - que o PT nunca chega sequer a sonhar no DF - basta que ele nomeie um bom aliado. Estão falando que seu preferido - já que não pode ser uma Colombina - é o petista de última hora, Sigmaringa Seixas que, sem mandato de deputado, anda por aí com um pierrot abandonado, sem mais o que fazer a não ser cuidar do seu escritório de advocacia.

Com a máquina das cidades-satélites nas mãos, ele é capaz de eleger até um poste que concorra contra Agnelo Queiroz - o arlequim que Lula não botou nunca mais no Ministério do Esporte.

O folião de Sigmaringa só não venceria caso Joaquim Roriz deixe de lado a máscara do seu bezerro de ouro e resolva governar de novo o Distrito Federal. Isso, governar - porque carnavalizar, ele já carnavalizou.