28 de fev de 2010

Cuba Libre y muerte

Foto: CubaNet
Este foi o enterro do dissidente Orlando Zapata Tamayo. Luiz Inácio Lula da Dilma, nesse mesmo dia, estava em Havana, bancando o fotógrafo de Raul e Fidel Castro. Depois que gargarejou uma desculpa esfarrapada e desalmada, não disse mais uma palavra sobre o que está acontecendo em Cuba. Há silêncios que repercutem mais que um escândalo.

Foto: CubaNet

O psicólogo Guillermo Fariñas Hernández, em greve de fome e sede "até a morte", conversou com os jornalistas do sítio independente CubaNet: - Estoy seguro de que, después de mi muerte, habrá otros que ocupen mi lugar y el relevo continuará hasta que el gobierno nos escuche.

É bem verdade que ele não se dispôs ao sacrifício para chamar a atenção de governantes amigos de los hermanos Castro. Tanto é que nem mandou carta para Luiz Inácio Lula da Dilma.

Hoje, terceiro dia de seu protesto, Guillermo Fariñas já apresenta sinais de desidratação. Se depender da ternura do regime castrista e de seus companheiros bons e batutas, esta foto é a imagem de uma morte anunciada.

Lula não vai a Miami

Foto: R. Stuckert/PR
O psicólogo Guillermo Fariñas, dissidente cubano, iniciou greve de fome e de sede após a morte de Orlando Zapata. Chega ao terceiro dia de protesto já com sinais de desidratação.

Não, Luiz Inácio Lula da Dilma não recebeu até agora nenhuma carta dos que lutam contra a ditadura em Cuba.

E também não... Luiz Inácio não cogita de ir a Miami e muito menos à sede da representação diplomática do Brasil por lá. É que o presideus brasileiro não quer nem de leve pensar em se encontrar com os exilados, pertencentes a organizações como Plantados e Madres y Mujeres Antirepresión por Cuba.
Foto: Cubanet

Há dois dias eles entregaram ao cônsul Luiz Augusto de Araújo Castro a foto de Lula aos risos e abraços com Fidel Castro acrescida por uma imagem de Zapata impressa no meio.

No verso da fotografia, o recado: "Fidel Castro, assassino; Lula, cúmplice".
Orlando Gutiérrez, diretor do Diretório Democrático Cubano e líder do protesto, disse à imprensa que "Lula é cúmplice da ditadura castrista e do assassinato de Orlando Zapata".

E avisou que o protesto é o "começo de uma campanha para alertar o povo brasileiro que as ações de Lula são prejudiciais para a democracia e para o povo cubano".

Orlando Zapata Tamayo era um pedreiro, de 42 anos que foi detido em 2003 por desacato e ofensas ao regime dos irmãos Castro. Pegou 32 anos de cadeia. Morreu de inanição, um dia antes de Lula chegar a Havana para tirar fotos e saracotear com os irmãos de fé, camaradas e companheiros bons e batutas, Fidel e Raul.

Pesquisa é o gol na política

Depois de ouvir exaustivamente, nos dias 24 e 25 deste momesco fevereiro, nada menos de 2.623 pessoas de um universo de 190 milhões de habitantes desse Brasil Da Silva, o Datafolha chegou à conclusão de que Dilma subiu cinco pontos e encostou em Serra.

É a encosta da serra. Um prenúncio de rampa. Pois olha, aqui já se sabe que você, outra vez, não foi entrevistado. Do que não se tem notícia é de quantos portadores de Bolsa-Família foram pesquisados.

A pesquisa está para a política, assim como o gol está no futebol para Zagallo e Parreira: é apenas "um detalhe".

Um detalhe de somenos é que Dilma está ganhando dela mesma, única declarada e consagrada candidata à sucessão de Luiz Inácio - o Fenômeno que, como o gordão do Corinthians, está saindo de campo este ano.

Serra ainda não disse se vai ou se fica e, no entanto, está ganhando nas intenções de voto por 32% a 28%. Então, na verdade, Dilma Roucheffe está é devendo de 2 a 6 pontos para ela mesma. Um simples detalhe.

Quanto à pesquisa, como todas elas, a margem de lucro - como dizia Ulysses Guimarães - é de 2% para mais ou para menos. Um detalhezinho que pode significar, por baixo, 2,5 milhões de votos e, por cima, mais 7,5 milhões.

Só mais um detalhe: Serra é tão tucano, tão tucano que, quando sair do muro, vai ter que pedir audiência para falar com Dilma Roucheffe que já estará sentada na cadeira de Lula depois de vencer as eleições no primeiro turno.

Como se vê, pesquisa é o gol na política: um reles detalhe.

Viagens vãs, cartas extraviadas, campanha resguardada...

O governo brasileiro não está entendendo mais nada. Está perplexo. Lula acaba de visitar Porto Príncipe e, no entanto, continua chovendo por lá.

Ontem mesmo duas pessoas morreram e oito estão desaparecidas por causa de enchentes no oeste do Haiti. O Itamaraty, atônito, vai acabar admitindo que a presença de Lula por lá não valeu a pena e nem serviu pra coisa nenhuma.

É provável que, em razão da pífia influência sobre o clima da América Latina, a agenda de Luiz Inácio Lula da Dilma até outubro não tenha nenhuma viagem marcada para o Chile, muito menos para Concepción. Sobrevoar a costa da Argentina, nem pensar. Por enquanto estão fora de cogitação sobrevoos em Cascavel e até por São Paulo, onde a terra brasileira inventou de tremer.

Tudo indica que as cartas chilenas, argentinas, paranaenses e paulistas, com apelos à influência do presideus Lula junto às forças da natureza, terão o mesmo destino que a pandilha de Franklin Sinatra - A Voz do Palácio, deu à carta dos dissidentes cubanos. Mesmo que cheguem às mãos do filho predileto do Homem, não serão lidas nem apreciadas.

Essas coisas têm que ser tratadas com muita cautela e caldo de galinha: podem prejudicar a candidatura de Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo ao Palácio. Vá que algum sismólogo registre alguma estranha coincidência entre as tragédias e a presença da comitiva do fenômeno brasileiro... Em período eleitoral as pernas tremem.
Consultores mais chegados, do alto de suas janelas blindadas e envidraçadas, desdenham e fazem top-top enquanto encaminham pautas justificando a ausência de um sobrevoo em São Paulo porque "lá, a culpa é de Zé Serra que não manda parar a chuva".

27 de fev de 2010

HÁ PRUDENTE E PRUDENTES...

Pimentel, coordenador da campanha de Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo está envolvido no escândalo do mensalão petista. Quem está contando tudo, tintim por tintim, é a revista IstoÉ desta semana. E aí vai só um olhão:

"Documentação analisada pelo STF (Supremo Tribunal Federal) sobre o mensalão do PT mostra que o ex-prefeito de Belo Horizonte e atual coordenador da campanha da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) à Presidência da República, Fernando Pimentel (PT), foi um dos operadores do suposto esquema".

Fernando Pimentel alega que as acusações são absurdas. Quais acusações, as publicadas pela revista, ou as documentadas pelo Supremo?!? Como assim, companheiro?

Deve ser injustiça mesmo. Afinal o cara é do PT, casado, pai de filhos, mineiro, economista formado em universidade católica apostólica e tudo mais, mestre em Ciência Política... deve estar sabendo muito bem tudo o que fez... e continua fazendo.

foto: Elza Fiuza/ABr
Depois que fez o pé de meia, deputado Leonardo Prudente renunciou. Nada de nobreza no gesto, apenas evitou a cassação. Só numa hora dessas ele faz jús ao nome. Só para não deixar por menos, gastou parte do dinheiro que tinha escondido na meia com a distribuição de 10 mil cartas, explicando que, ao contrário do que pensa Luiz Inácio Lula da Dilma, "as imagens falam por si".

Vendo essa deputalhada falar até parece que essa propinagem toda vai mesmo para suas campanhas eleitorais. Essa pandilha de sevandijas fala com se os seus componentes não estivessem sendo acusados também de formação de quadrilha, peculato, fraudes em obras públicas, crimes eleitorais e tributários.

Nesse bolo todo, aquele que responder processo apenas por corrupção vai ganhar o troféu "Ficha Limpa-2010".

A comissão especial da Câmara Legislativa aprovou, por unanimidade, o parecer do deputado Chico Leite (PT) que pede a abertura de processo de impeachment contra o governador afastado José Roberto Arruda. Bolas, Arruda ser processado não é nada; o pior será se essa comissão especial e o resto da Câmara Distrital não forem processados também.

Como desinfetar Brasília?

IG mostra trailler de "Como treinar seu dragão". Pronto! Revelada a estratégia de marketing da candidata do Palácio ao Palácio.

01. Hosmany Ramos será extraditado. Preso na Islândia, o médico das dondocas do eixo Rio-São Paulo, nos anos dourados, agora condenado por homicídio vai ser entregue ao Brasil. Bobão. Deveria ter ido para Roma. A Justiça italiana está louca para dar o troco ao Brasil pelo caso Cesare Battisti.
02. Voltou a histeria pela crise da dengue no Brasil. Voltou sem nunca ter ido embora. E a gripe suína anda por aí, meio escondida entre a febre amarela e o mal de Chagas. É como adverte o divino mestre: - A saúde pública no Brasil é quase perfeita! Só não é perfeita, porque de vez em quando morre alguém de tuberculose e hanseníase. Quanto ao câncer... Bom aí, já não é monopólio brasileiro.
03. Terremoto no Chile teve 8,8 graus na escala Richter. O epicentro foi a mais de 340 km de distância de Santiago que tremeu dos pés à cabeça. Pelo menos oito mortes frtoam confirmadas pelo governo chileno. O tremor foi sentido também em várias partes da Argentina. O fenômeno da natureza vem se aproximando. O Palácio do Planalto mal pode esperar pela nossa vez. Vai ser uma mão na roda essa coisa de, até que enfim, distribuir ajuda humanemonetária para os brasileiros.
04. O Brasil não tem do que se queixar. Pelo menos, por enquanto, os tremores têm sido causados só por mensaleiros e panetoneiros. Mas os mais aloprados já acham que essa campanha para a sucessão de Lula já está caindo no marasmo, uma sacudidela viria em boa hora.
05. Alguém notou que o carro de Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo já não tem mais o veículo de escolta que sempre o acompanhava até agora. A verdade é que, quando Dilm anda sem Lula pelas ruas de Brasília, ninguém dá bola pra ela.

06. Diante dos desdobramentos intermitentes que o escândalo dos panetones apresenta a cada momento, os mais atentos já se deram conta da tragédia que vive a capital do Brasil. Para desinsfetar o ambiente, vai sobrar mesmo é um pé de arruda.

Panetone e vinho

foto: dfsaude
O ministro Marco Aurélio Mello, do Supremo Tribunal Federal, quer e já pediu oficialmente explicações ao Superior Tribunal de Justiça, por que o STJ não enviou o processo ao STF.

Isso pode provocar o chamado forrobodó no escândalo do panetone. É que na notícia crime do Ministério Público Federal havia, entre os envolvidos, o deputado federal Augusto Carvalho.

Augusto criou e presidiu o site Contas Abertas que mete o olho e a mão com tudo quanto é conta que os organismos públicos andam fazendo por aí. Estava secretário de Saúde do governo Arruda, quando o mundo caiu.

Até agora, estava escapando incolume. Hoje quem está de olho nele é Marco Aurélio Mello. Por isso, a deputalhada que sobrou no Distrito Federal e que já estava se achando agora vai ter engolir o sapo de julgar também o primeiro companheiro que pintou no pedaço da pizza de panetone que já está no forno.

Assim é que, logo ali, todo mundo vai saber que o escândalo do DEM pode perder o seu digno nome e virar apenas mais um escândalo repartido irmamente, generosamente com os demais partidos - todos vinhos da mesma pipa. E o escândalo de Brasília já não vai ter mais opositores nos quadros legislativos, só aliados.

26 de fev de 2010

Comissão de Étitica

É nisso que dá essa gandaia de levar às últimas consequências o elástico e interminável conceito de que todos são inocentes até prova em contrário. Se estivessem todos em cana sumariamente, não teria saído o acordo entre a bancada dos pizzaiolos do PT e dos panetoneiros de Arruda.

Eles acabam de tirar o Cabo Patrício do espeto. Ele continua decoroso, porque botaram no forno o processo em que era acusado de ser autor de uma lei que beneficiou empresas da família de Leonardo Prudente, o que meteu dinheiro nos bolso, na cueca e nas meias.

O mexe-mexe vai deixar na sombra e água fresca os distritais que foram “apenas citados” até agora no escândalo do panetone. Os que foram filmados por Durval Barbosa, o cineasta delator mais premiado de Brasília, estão na lona.

Tudo isso foi acertado na Comissão de Étitica da Câmara Distrital de Brasília, presidida pela petista Érica Kokay.

Cuba Libre

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Qual dos dois deseja mais uma Cuba Libre?!?

PODE CONTAR COMO CERTO

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Presideus Luiz Inácio Lula da Dilma e o presidente de El Salvador, Maurício Funes, durante encontro com empresários salvadorenhos. Lula parece que não deixou por menos:
- Ó, 10% mais de lucratividade para vocês.
E teve quem acreditou.

Do Araguaia aos Porões

Afinal, naqueles anos de chumbo quem é mesmo que esteve mais preso e foi mais torturado do que os outros: os papagaios do Araguia, ou os que "endureciam" nos porões das pererecas?

Certamente, aqueles que ainda não foram agraciados com a bolsa-ditadura. Os que se exilaram na praia de Varadero, em Cuba, ou nos escaninhos da Sorbonne, estão fora.

Garden Party

Os dissidentes de Cuba desmentiram que não entregaram a carta que escreveram pedindo o empenho do governo brasileiro pela liberdade dos prisioneiros do regime castrista. Estranharam, inclusive, que ele que um dia "esteve preso" não tivesse se sensibilizado nem se dignado a receber seus apelos.

A julgar pelo que se soube a respeito da extrema necessidade e predileção do presideus por pererecas, ele nunca esteve preso. Aqueles trinta dias foram só um garden party.

Fracasso garantido

Está no Último Segundo do IG: "PAC 2 será lançado em março e deve representar mais R$ 140 bilhões em investimentos. O governo já bateu o martelo e deve lançar no final de março o PAC 2, que é a segunda fase do Programa de Aceleração do Crescimento". Toda vez que o governo Lula se mete a arregaçar as mangas, alcança um fracasso retumbante. Nada vai além, da pedra fundamental. Trabalho não é a sua praia.

O rigor da lei

A turma dona da casa que hospeda o governador afastado de Brasília, já está abusando. Arruda está naquela: "para o amigos a lei; para os inimigos, o rigor da lei".

Essa de tirar a TV da sala logo no dia em que o Botafogo abocanhou a Taça Guanabara, não se faz nem com um ministro bêbado. Muito menos com um governador em crise nauseabunda.

José Gerardo Grossi confirmou que deixou a defesa de Arruda. Ele abandonou o navio na manhã desta quinta-feira, quando se encontrou com Arruda para apresentar a carta de renúncia. Renúncia de quem, cara-pálida?!? Dos causídiucos ou do constituinte?

Alegando "motivos de foro íntimo" Grossi encaminhou o comunicado de abandono à Superintendência da Polícia Federal. Foram embora, junto com ele, Nabor Bulhões, Eduardo Alckmin e Eduardo Ferrão.

Já que Arruda recebe tratamento bem diferente do que sempre recebeu Daniel Dantas, por que até agora não trocou seus defensores pelos advogados dantescos?!? Este é mais um mistério para o bando do super-patetas decifrar.

Quanto ao rigor da lei, não é que Arruda o mereça; o que ele não merece é apenas a lei.

O rigor da lei

A turma dona da casa que hospeda o governador afastado de Brasília, já está abusando. Arruda está naquela: "para o amigos a lei; para os inimigos, o rigor da lei". Essa de tirar a TV da sala logo no dia em que o Botafogo abocanhou a Taça Guanabara, não se faz nem com um ministro bêbado. Muito menos com um governador em crise nauseabunda.

José Gerardo Grossi confirmou que deixou a defesa de Arruda. Ele abandonou o navio na manhã desta quinta-feira, quando se encontrou com Arruda para apresentar a carta de renúncia.

Renúncia de quem, cara-pálida?!? Dos causídiucos ou do constituinte?

Alegando "motivos de foro íntimo" Grossi encaminhou o comunicado de abandono à Superintendência da Polícia Federal. Foram embora, junto com ele, Nabor Bulhões, Eduardo Alckmin e Eduardo Ferrão.

Já que Arruda recebe tratamento bem diferente do que sempre recebeu Daniel Dantas, por que até agora não trocou seus defensores pelos advogados dantescos?!? Este é mais um mistério para o bando do super-patetas decifrar.

Quanto ao rigor da lei, não é que Arruda o mereça; o que ele não merece é apenas a lei.

25 de fev de 2010

Acredite, se quiser!

Acredite! A Comissão de Ética da Câmara Legislativa do Distrito Federal acaba de aprovar pedido de abertura de processo contra três deputados distritais: Leonardo Prudente, Eurides Brito e Rubens Cezar Brunelli. Eles são acusados de envolvimento no escândalo do panetone. Acredite, se quiser... A Câmara de Brasília tem Comissão de Ética!!!

Lula não sente dor nas costas

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Enquanto atendia aos insistentes pedidos de los hermanos Raulzito y Fidel para que se deixasse fotografar a seu lado, Luiz Inácio Lula da Dilma se preocupou em trazer para o flagrante seu Franklin Sinatra - A Voz da República dos Calamares.
Nesse meio tempo, morria esfaimado, em farrapos e abandonado há 40 anos numa prisão castrista, o dissidente Orlando Zapata, cujos apelos para que Lula intercedesse a favor de sua liberdade, não foram ouvidos, nem lidos, porque "nunca me mandaram carta nenhuma, nenhum apelo" - disse o presideus.
E ainda ficou brabo e demonizou: "As pessoas têm que parar com o hábito de fazer carta, guardar e depois dizer que mandaram".
Se dessa vez Lula não pecou pela mentira, então precisa se tratar com urgência de insensibilidade: não sentiu que foi apunhalado pelas costas por Franklin Sinatra, que não lhe cantou as pedras. Suas espaldas andam dormentes. Já perdeu o tato há muito tempo.

Calamares

01. Os advogados de Arruda pediram ao STF para adiar o julgamento do pedido de liberdade para o governador afastado do DF. Estão gostando mais dele assim, preso.

02. Ciro Gomes: "...Ou sou candidato, ou volto pra casa". Volta, Padilha.

03. Dilma é - como diria Sérgio, o Cabral que descobriu o Brasil-Olímpico - a crônica anunciada de um Haiti no Brasil. Uma tragédia com data marcada para outubro.

04. Dilma Roucheffe que era uma guerrilheira armada, agora é uma candidata blindada. Foi salva pela legião de súditos do presideus de ir dizer no Senado o que não sabia sobre direitos humanos.

05. Há coisas que não precisam ser ditas. Há atitudes que - ao contrário do que pensa Lula sobre vídeos - falam por si. Ao esquivar-se de falar sobre o fascista programa dos direitos humanos, disse tudo que queria calar. Consentiu: é pelo aborto, pelo casamento gay, pelo casamento homo, pela limpeza religiosa nas paredes, pela invasão da propriedade, pela censura à liberdade de expressão, pelo gigantismo da máquina estatal... Não falou e disse.

DIRCEUBRÁS

A Dirceubrás é uma entidade de consultoria presidida pelo Vavá de Luxo do governo Lula.

Tanto, quanto a idéia de fazer a Telebrás ressurgir das brumas, as andanças do seu preposto Zé Dirceu pelas trilhas da candidatura do poste iluminado do Palácio, vem criando um tímido constrangimento no governo.

Há sinais mesclados de medo e covardia de que as adubadas de Vavá Dirceu acabem respingando em Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo, maculando sua candidatura à cadeira do presideus.

De outra parte, há correntes majoritárias que insistem na tese de que a melhor estratégia para Dilma chegar aonde pensa que pode chegar, é fazer que essas trapalhadas sejam mais escandalosas do que a bacanal brasiliense dos panetones.

Seus aloprados defendem a idéia - quase irrefutável - de que o governo, o PT, a corrente majoritária e movimentos genéricos e similares são muito bons nisso. Seu know how é imbatível.

A Pedido

Com a peculiar desfaçatez de quem tem a certeza de sempre convencer o povo que está na porcaria como ele diz que está, Luiz Inácio Lula da Dilma, al salir de Cuba gargarejou, ainda com sotaque habanero, para a imprensa que lhe dá azia que "não visitei os dissidentes cubanos porque ninguém me pediu".


Foto: Ricardo Stuckert/PR

Nem tudo que lhe sai dos dentes pra fora é mentira. Isso aí até pode ser verdade. Mas com sua justificativa Lula deixou a nítida impressão de que só foi tirar "retrato" com os irmãos Castro - Raulzito y Fidel - porque eles pediram.

Liberdade de Expressão também é cultura:

Em 1959, Fidel Castro se proclamou chefe do governo cubano. Em 1° de agosto de 2006, depauperado, fez a eleição presidencial de um só voto: colocou o irmão Raúl no seu lugar. Só em 18 de fevereiro de 2008 anunciou que decidira se aposentar. Hoje vive de posar para a posteridade com macacas de auditório e tietes de luxo.

Comentário: Partido Alfa - Essa é a quarta ou a quinta vez que esse tipo de gente, socialistas, tentam tomar o poder no Brasil. Nunca conseguiram e não será dessa vez que conseguirão tambem. Claro está para muita gente que por tras dos discursos existem muitas mentiras, e o pior, atos que deixam bem claro quem são e o que querem. Não há mais como esconder. Por isso a obsseção em manipular a informação.

24 de fev de 2010

A guerrilheira e suas armaduras

Os contadores da História Oficial dizem que a sua guerrilheira preferida andava armada. Agora, anda blindada. Adora uma armadura. Pero sin perder la ternura.

Bons Tempos Aqueles...

O que é mais difícil hoje: 1) Lula visitar Arruda; 2) Arruda sorrir para Lula; 3) Dilma ir à missa aos domingos?

Vavá de Luxo, Guerrilheira Tremebunda e Ultraleve

01. R$ 620 mil de honorários por serviços de consultoria?!? Zé Dirceu é o Vavá de Luxo do governo Lula.

02. Os tropeiros de Luiz Inácio Lula da Dilma salvaram a pele de La Roucheffe-da Casa Civil e do governo. Ela passaria vergonha por não saber o que dizer na Comissão de Constituição e Justiça do Senado sobre direitos humanos. Os fiéis do presideus jogaram no lugar de Dilma o cerebral Paulo Vanucchi, um boi de piranha que ninguém quer escutar mugindo.

03. Que guerrilheira é essa que fica toda tremebunda e morre de medo só de pensar em falar de direitos humanos para uma platéia que não é a sua turma do gargarejo?!?

04. Diretório do DEM em Brasília foi dissolvido. Virou suco. Agora, escalaram Marco Maciel - o Ultraleve para pegar pesado na reconstrução da célula partidária no DF. Essa deve ser a piada de salão a que o Delúbio se referiu, na época de Zé Dirceu e seus 40 Mensaleiros.

05. Cresce em Brasília o conceito de que "intervenção é golpe". O Liberdade de Expressão adverte: permanecendo os sintomas, Arruda deve ser consultado. Ele só está preso, ainda não renunciou.

BABAU SEU NICOLAU

Pelo site "Contas Abertas", até 31 de março - data em que Dilma Roucheffe-da Casa Civil não poderá mais bancar a "bichinha palanqueira" de Lula, por força da lei eleitoral, seis obras serão inauguradas para gáudio da mãe do PAC: Rodoanel de São Paulo, Trecho Sul; Estaleiro Rio Grande/RS; Gasoduto Cacimbas-Catu/BA-ES; Esgotamento Sanitário na RM Belo Horizonte (Vespasiano); Esgotamento Sanitário na RM de Belo Horizonte (Matozinhos e Capim Branco); Despoluição da Baía de Todos os Santos (São Félix).

Depois disso, babau seu Nicolau não tem mais mingau. Outras 52 obras estão com promessa de inauguração antes que chegue o glorioso 2 de outubro, dia das eleições no Brasil Da Silva. O poste iluminado de Lula não palanqueará. A coisa vai ficar tão sem graça que há até quem duvide que as obras sejam inauguradas.

O governador e o dono

Arruda é o governador de Brasília. Até que a Justiça diga que não. Lima é apenas laranja. Carrega um saco de denúncias tão grande quanto o de Paulo Octávio. Só os valores de mercado de um e de outro é que diferem. Lima logo será descascado. Enfim, está chegando a hora de Luiz Inácio Lula da Dilma ter algo em comum com JK: ser dono de Brasília.

23 de fev de 2010

O que é isso, companheiro?!?

Tudo bem, o troca-troca dos swingers nessa bacanal de Brasília é pura novidade; tudo bem, propinagens e comissões são banalidades na República dos Calamares... Mas Zé Dirceu leva R$ 620 mil de comissão por serviços de consultoria a uma empresa que - como demonstra o jornal Folha de São Paulo - vai abocanhar R$ 200 milhões com a Telebrás e só o presideus fala?!? E ainda com ares de salvador da pátria... O que é isso, companheiro?!?

COM UM PÉ DE ARRUDA ATRÁS DA ORELHA

foto: gov/Br/cldf
Foi mais rápido do que se esperava. Paulo Octávio - O Breve, deu os doces. Entregou o panetone de mão beijada e alma deslavada para o presidente da casa de tolerância brasiliense, Wilson Lima. Lima é laranja de Arruda que, por enquanto, só está preso e não caiu do galho.

Surpresa!!! Paulo Octávio não pediu as contas!

Surpresa!!! Paulo Octávio não pediu as contas! Pediu só pra sair do DEM. E Rodrigo Maia, presidente do partido comemorou como se o governo do PT fosse deixar que os restos do panetone não lambuzem a toalha da legenda.

Essa galera tem muito que aprender com o PT. O Democratas está festejando porque acaba de perder o único governador que tinha. O partido é patético. Tragicômico.

Amarga ilusão dar a essa artimanha os contornos de dignidade. Há cheiro de manobra; de jogo de cintura; de jeitinho brasileiro no ar. Traído, divorciou-se à sua moda: tirou o sofá da sala.

Agora, por exclusão e pela ordem, Paulo Octávio que não é de briga, vai tomar uma rasteira dos distritais; logo vai perder o cargo; Wilson Lima, vira laranja por alguns dias; ninguém vai querer fazer essa vertiginosa escalada sucessória e, então como dita a lei, Luiz Inácio Lula da Dilma elejerá, do jeito que gosta, o interventor que bem lhe der na telha.

Pronto! O PT sentirá pela primeira vez o gosto bom de governar o Distrito Federal. Enfim, o PT chega lá. E com apenas um voto. Sem urna; no tapetão. É Lulalá.

RODAPÉ - Há também a hipótese de que não se concretize a intervenção. Então tudo ficará como sempre foi. Ninguém notará a diferença.

O dedo de Deus

Se, para satisfazer a tese e os desejos de dom Gurgel, houver intervenção em Brasília fique certo: seja lá qual for o candidato indicado por Luiz Inácio Lula da Dilma ostentará as mesmas credenciais de Arruda e Paulo Octávio. Com uma vantagem: contará com o dedo do presideus.

Gratos pela azia que causaram

Quando menos espera, o brasileiro toma uma cacetada. Agora o presideus quer recriar a Telebras. Estão entrando de sola, dando de banda à la larga em todo mundo.

O anúncio divinal foi feito num dia e já no outro, lendo o jornal Folha de S. Paulo desta terça-feira, os pobres mortais ficam sabendo que tem maracutaia da grossa no ar.

Pela reportagem de Marcio Aith e Julio Wiziak "o ex-ministro e deputado cassado José Dirceu recebeu pelo menos R$ 620 mil do principal grupo empresarial que será beneficiado caso a Telebrás seja reativada, como promete o governo".

E dá detalhes: "O dinheiro foi pago entre 2007 e 2009 pelo empresário Nelson dos Santos, dono da Star Overseas, sediada nas Ilhas Virgens Britânicas. Em 2005, Santos havia comprado participação de 49% na empresa Eletronet pelo valor simbólico de R$ 1".

E conclui: "Praticamente falida, a Eletronet era dona de 16.000 km de cabos de fibra óptica ligando 18 Estados, o que não cobria suas dívidas, estimadas em R$ 800 milhões.

Após Santos contratar Dirceu, o governo decidiu usar as fibras ópticas da Eletronet para reativar a Telebrás e arcar sozinho com a caução judicial necessária para resgatar a rede, hoje em poder dos credores. Estima-se que o negócio renda ao empresário R$ 200 milhões".

E você aí, sem ter aonde cair morto. Mas, não desanime. O presideus, além de recriar a Telebras, vai fazer o possível e o impossível para tirar você da "merda" que ele sente em pobretões felizes da vida como você.

De qualquer maneira, o pessoal aqui do Sanatório agradece aos repórteres da Folha pela azia que causaram nos leitores palacianos.

Cúpulas em cima de Cúpulas...

Depois de darem uma cupulada rapidinha, os faceiros cupulantes da 21ª Cúpula do Grupo do Rio lá em Playa del Carmen, no México, decidiram apoiar a Argentina contra a Inglaterra na velha e belicosa questão das Malvinas. Os grandalhões Estados Unidos e Canadá não entraram nessa fria. Não cupularam nem sairam de cima.

Quanto ao que nos toca, não duvidem nada que, amanhã ou depois, o ministro da Defesa de Lula se vista de soldado e faça uma visita à la Jobim das Selvas ao território da iminente conflagração. Logo as Malvinas contarão com uma Força de Paz brasileira.

Cupula daqui, cupula dali, os presidentes da Colômbia e da Venezuela se desentenderam. Um não gostou do jeito que o outro cupulava lá pelas beiradas do balneário no Caribe mexicano.
Álvaro Uribe e Hugo Chávez quase chegaram às chamadas vias de fato. Pena que eles só bateram boca.
Uribe cutucou Chávez, dizendo que o bloqueio norte-americano a Cuba era o mesmo bloqueio que a Venezuela fazia às empresas da Colômbia. Chávez engrossou, vituperou e recebeu desaforos de volta. O histriônico e aloprado coronel venezuelano se incomodou e ameaçou sair do recinto.

Uribe mandou que ele ficasse quieto: - Seja homem e fique aqui para o que veio.

Hugo Chávez ficou. Também não se sabe por quê, nem pra quê.
O que ninguém fala é que essa tal de Cúpula do Rio já era para ter acabado há muito tempo. Basta ver que esta foi a sua 21ª edição. Se a primeira tivesse prestado para alguma coisa, as outras 24 não seriam necessárias. É só tempo e dinheiro jogados fora. E, na falta de um programa de governo, turismo escancarado a nossa custa.
De Falklands a Malvinas na janela...
O Brasil está entrando nessa a troco de quê?!? Vai ver que é só para justificar a compra de submarinos e caças franceses. Uma guerrinha surda de US$ 22 bilhões que precisa se deflagrada logo, antes que o presidente do Brasil seja outro.
Se não é isso, então vejamos o que são as ilhas Malvinas que também atendem pela alcunha de Falkland Islands.
Esse apelido vem desde 1690 e foi colocado naquele então território britâncio ultramarino, em pleno oceano Atlântico, por John Strong, em honra e glória ao Visconde de Falkland, uma cidade da Escócia.
Nada menos de 74 anos depois, em 1764 portanto, Louis Antoine de Bougainville batizou a mesma terra com o codinome de Îles Malouines, em homenagem à cidade francesa Saint-Malo.
Hoje, os moradores das ilhas têm sabida e confessada preferência pela cidadania britânica. Mas, pouco se lixando para isso, em 1982, a Argentina ocupou o arquipélogo sob a alegação de ter soberania sobre as ilhas.
Até hoje, os argentinos ainda não arranjaram uma designação para substituir o nome de Stanley, o vilarejo-capital daquele conjunto de ilhotas que fica ao largo da costa de los hermanos.
Quer dizer, a Argentina embarcou por último no avião e já foi sentando logo na poltrona ao lado da janela.

22 de fev de 2010

Cúpulas, cupulantes salientes e tudo mais...

Foto: Ricardo Stuckert/PRPose oficial para a posteridade dos participantes das Cúpulas do Grupo do Rio e da América Latina e Caribe. O encontro foi no México. Teste de escolha única: aponte os dois cupulantes mais exibidos da turma.

02. A Justiça cassou a cassação de Kassab. Pois então, dona Marta, Kassab já não está cassado, nem casado, nem com filhos.

03. A defesa de Paulo Octávio diz ao STF que "o Distrito Federal vive situação de normalidade". Se o Supremo comparar Brasília com o Brasil, vai ver que vive mesmo.

04. O PT conseguiu infiltrar um relator no processo de impeachment no DF. No fim das contas vai assumir o governo que nunca foi capaz de alcançar pelo voto.

05. Deixa o Arruda sair da cadeia. Aí é que a gente vai ver o que é mesmo esse negócio de "Memórias do Cárcere".

06. Quem tem mais café no bule, Durval Barbosa ou Zé Arruda?

07. Ronaldão fechou novo contrato com o Timão. Agora o Corinthians deu pra isso. Primeiro foi Marcelinho Carioca, agora o Fenômeno. O Departamento de Marketing corintiano já começou a lançar o projeto Casa do Atleta da Melhoridade.

08. Ricardo Gomes foi hospitalizado depois da derrota por 2 x 0 diante do Palmeiras. Sofreu um leve AVC - Ataque Verde Claro.

09. Ricardo ficou doente ao perder para o Palmeiras. Ele e milhares de sampaulinos.

10. O título subiu pra cabeça do Botafogo. Saiu à cata de reforços. Quer dizer, sabe muito bem o que é ter sorte numa decisão.

Poder & Cães

Bateu vontade de falar sobre o que o governo mais gosta: poder. Então, basta-me um ponto de apoio que moverei a Terra.

Fico olhando essa fauna que se reúne em Conselhos, Simpósios, Fóruns, Cúpulas, esses Woodstocks ambulantes que, mesmo sendo governistas e afilhados do poder, continuam prometendo mudanças.

Fico olhando e sinto pena. Nem eles gostam do que eles mesmos estão fazendo; melhor, mandando fazer. Porque eles adoram o trabalho. São capazes de ficar dias e dias parados, vendo os outros trabalharem. Ou nas cúpulas, cupulando.

Até aqui, me acho estranho. Pareço até um deles. Disse que falaria de poder e só falo de clones piorados dos hippies de 69 - os que viravam o mundo de cabeça pra baixo e só tratavam de paz e muito amor, bicho. E muita gandaia. E olha que o FHC nem havia inventado os cartões corporativos e Lula nem pensava em aperfeiçoá-los.

Não, não sou um deles. Até aqui estou falando mesmo de poder. De um poder. Nesse caso, o Flower Power. Bem diferente, em tudo e por tudo, desse poder ambicionado pelos luláticos de hoje, o Poder pelo Poder, nem que seja a paus e pedras.

Mas isso foi só pra não dizer que não falei de flores. Falei até das que não se cheira.

E então falando nisso, é possível um partido ter um plano de 20 Anos de Poder, sem ser despótico, totalitário, ditatorial?!?

Terá sido então um poder sem regras, ou um poder desregrado. Daqueles em que, quem pode, pode; quem não pode se sacode.

E aí, me acende a chama de que algum dia será provável num Brasil já não mais Da Silva, que a esperança vença o medo. Esse poder de causar azia ninguém me tira. Isso é poder, bicho.

É disso que estou falando.

O presideus Luiz Inácio Lula da Dilma, por exemplo, só consegue me provocar tristeza. De tanto ambicionar o poder, ele perdeu a liberdade. É refém de sua poderosa estratégia de "governabilidade por coalizão". Um poder em vão.

É uma lástima ver-se um homem de condições tão humildes chegar por suas toscas origens que abrigavam sonhos grandiosos, ao topo de uma República e reduzir seu poder aos limites de seu próprio corpo, uma espécie de território nacional movediço, maior do que as medidas de seu inquieto e autoritário espírito. Ambos, o corpo e o espírito, menores do que o incomensurável ego que não cabe em si de contente.

Aos poucos o poder - ainda que enfurnado em um partido, ou num personagem central - vai gradativamente se afastando dos discordantes, porque tem nas correntes majoritárias que sempre lhe dizem amém, um exército de fidelidade canina.
Ledo engano. Até a original corrente majoritária já mudou de apelido e atende agora pelo codinome que traduz o que a pandilha pensa do governo que tem: Movimento por um Brasil Novo. Não gostam do que aí está.

Pois então... No seu infinito poder, Deus criou o homem à sua imagem e semelhança. Há passagens em nossas vidas em que somos tratados com desrespeito e vilania, mas sempre podemos estar seguros da nossa dignidade.

Somos filhos de Deus e não de presideus. Aos cães Deus criou como fez a luz, o céu, os mares e a terra. E eles ladram. E como ladram. São cães ladrões.

ALMA PENADA RONDA O CONGRESSO

Não basta ter ido à missa de 7° Dia da Confecom - Conferência Nacional de Comunicação, filha de entranhas rancorosas e inconformadas com a liberdade de expresão dos que não concordam com os que se apropriaram do país.

Até a missa pode ter sido mais um engodo. Não foi rezada de corpo presente. O cadáver não estava lá. A Confecom ainda está viva e anda por aí, rondando o Congresso - a Casa do Polvo.

Sua fantasmagórica peregrinação quer impingir aos deputados a carta de más intenções que extraiu daquele encontro de adoradores do poder e transformar o textículo em lei.

Hoje, aquele papelucho serve apenas para embrulhar o nosso estômago; amanhã, com a munição oficial pode ser transformado em bucha de uma perigosa arma à mão dos companheiros guerrilheiros.

Assim armados, logo serão militantes de cargos de comando nos sonhados "controles regionais" - aparelhos de dominação sobre o conteúdo de rádio, televisão, jornal, publicidade, teatro, cinema e todas manifestações de credo, pensamento e expressão.

O Confam é uma alma penada rondando o Congresso que, como a maior casa de tolerância do país, bem que pode tolerar mais essa. Quem acredita em democracia deve voltar a acreditar em fantasma.

Para exorcizar tais assombrações não contem, porém, com as bençãos dos donos das redes de comunicação que os arremedos de hippies do Confam tratam pelo codinome de "monopólios". Eles já venderam as almas dos seus veículos para os bilionários planos de mídia do seu maior patrocinador, o governo.

21 de fev de 2010

Nossa Democracia?!?

"Nossa democracia", dona Dilma?!? "Nossa", uma pinóia!

Democracia, dona Roucheffe-da Casa Civil, tem a ver com governo, com igualdade, com política, com povo... Não é cosa nostra. A democracia é da sociedade; não é uma sociedade. Muito menos uma sociedade cruel, teimosa, dissimulada e organizadamente criminosa.

Dona Dilma Roucheffe, democracia não é uma sociedade com inclinações safadas, espertas, de atividades ilegais exercidas escandalosamente à sombra da lei com o selo de garantia de autoridades públicas e notórias, com traços de legalizada soberania.

Dona Dilma, democracia é sociedade, livre, organizada; não é uma sociedade organizada para delinqüir com o respaldo dos organismos públicos nascidos e criados na firme convicção que virou amarga ilusão de que, sendo os homens todos iguais perante a lei, todos os homens terão leis iguais perante a todos eles.

A democracia não admite possessivos. Nem adjetivos, dona Dilma. Não há democracia pior, nem melhor. Democracia é democracia. Não é isso nem aquilo; não é filha dessa nem daquela. Não é cosa nostra. Democracia é o regime necessário e sensato para todos os povos, até para os que sejam ingovernáveis.

Dona Dilma, democracia outorga a cada um o direito de ser opressor de si mesmo; não admite, porém, que ninguém seja oprimido por alguém. A democracia deplora a demagogia e abomina o demagogo - o mais vil e desprezível exemplar da natureza política.

A nossa, não; a sua democracia, dona Dilma, se esbalda e se respalda na popularidade encomendada das pesquisas que fortalecem a minoria corrompida pela opinião de uma maioria que se alimenta de bolsas e migalhas humilhantes.

A nossa, não; a sua democracia, ó excelsa senhora ungida para escalar a rampa do Planalto, consiste em fazer o povo acreditar que é ele quem vai governar o Brasil. Essa democracia, além de ser toda sua, não passa de cosa nostra.

Sua democracia, dona Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo Lula, nasceu - como a senhora mesmo não se cansa de dizer - dos ensinamentos do presideus que lhe "ensinou o caminho". Pois já é hora de aparecer alguém que lhe diga que não há nada mais prejudicial a uma República e ao seu povo do que um néscio com opinião de sábio. Principalmente, se ele tiver algum poder de mando ou de governo.

Se é ruim não saber o que é democracia, muito pior é não se dar conta de que tomar aulas de um néscio é ser instruída e instrumentalizada por quem seja um reles poderoso despreparado, sem instrução, sem discernimento, destituído de coerência e competência; às vezes estúpido, ignorante, bronco; sempre incapaz e inepto.

"Nossa democracia" é cosa nostra; coisa de quem governa pela força e pela farsa.

Quem tem medo de Brasília?

=Um Orçamento de R$ 1 bilhão é bom para um ano eleitoral? Pois Brasília tem. E para gastar de março a outubro. Uma gandaiazinha de oito meses. Riqueza prematura garantida. Então, quem tem medo de governar Brasília?!?

=Pensando bem, as eleições no Brasil ganharam definitivamente o feitio de licitação popular. E os governos, são apenas obras irregulares, cujas prestações de conta não fecham nunca.

=Você empregaria como balconista de sua empresa uma candidata que, toda a vizinhança sabe, mente compulsivamente? E colocaria de porteiro do seu edifício um candidato que não pode tirar folha corrida? Então, tá.

A Nossa Democracia

Está por aí, em tudo que é rede de rádio, TV, jornal e webmedia o discurso que Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo Lula leu no Congresso Nacional do PT encerrado sábado, em Brasília. Não exultem, o "encerrado sábado" foi o congresso, não o PT.

Isso é fornecer mais luz para o poste preferido do presideus. Cada parágrafo - e eu puxei essa droga de algum lugar para entontecer meus arquivos - é uma porta escancarada a um escândalo. E, todo mundo sabe, quanto mais escândalo, mais popularidade.

Foto: ABr

É nessa baixeza que reside a estatura de suas falas prenhes de chavões melosos que dissimulam com alguns contornos de ternura a dureza que está armazenada para depois do outubro rossonero que vem aí. É o portal do paiol dos discursos explosivos e do fogo de palha na hora de arregaçar as mangas e colocar mãos à obra.

Determinei-me não avaliar o improviso que escreveram em letras pretas e vermelhas para Dilma. Seus ghost writers carecem tanto de crédito quanto a leitora.

Estou me lixando para uns e para outra. Ainda mais quando escuto, leio e vejo a agora consagrada candidata ao reino de Lula dizer a seus súditos, lá no meio de uma frase de efeito que "...a nossa democracia"...

Como assim, "nossa democracia"?!?

Foi só mais um ato falho. Certamente ela não gostaria de ter lido nem dito aquilo, para não deixar no ar a mais leve pista de que a democracia brasileira já tem donos; os mesmos donos que se apropriaram do Brasil.

O regime agora tem donos. Ou então estou redondamente enganado. Ela gostou sim de ler e de dizer que a democracia é deles. Tanto faz, como tanto fez. Estão se lixando. Como se lixam para escândalo, combustível essencial da sua "governabilidade". Afinal, quem é que manda nessa República da Esperteza?!?

Ela, ele e todos eles - há que reconher - criaram e dominam perfeitamente o conceito de que para quem um dia quis mandar, todo aquele que manda é um tirano. Fazem-se vítimas dessa regra geral de que a oposição sempre invoca a liberdade. Coitados. Só não posam de "pobres infelizes", porque não podem: estão todos ricos.

Não basta fingir-se de vítima. É pouco, pelo menos para aqueles que conseguem perceber que todo dono do poder invoca sempre para si o direito e a ordem.

Por mim, podem escrever e ler quantos discursos quiserem, já me convenci de que a força dos governos está em sugar, até à última gota, os valores dos que se deixam governar.

O que incomoda é o efeito multiplicador que a mídia lhes dá. Isso parece e cheira à mais vil e mais submissa forma de cobrança.

Mas, enfim, é dessa cobrança que vivem os donos daquilo que a própria Dilma e sua pandilha, em seu Programa Nacional de Direitos Humanos, chamam de "monopólios da comunicação".
Ricardo Stuckert/PR

Aqui, um flagrante dissimuladamente fortuito da dona de Casa Civil, Dilma Roucheffe-do governo, quando ainda nem era candidata, entregando as chaves do programa "Minha Casa, Minha Vida" - versão oficial do "Minha Casa, Meus Votos" que Joaquim Roriz lançou há séculos no Entorno de Brasília. A alegre eleitora contemplada é de São Leopoldo/RS. Isso foi no dia 5 desse longo fevereiro de carnaval.

20 de fev de 2010

SABATINAS

Foto: Ricardo Stuckert/PRTúlio Maravilha encontra-se com Lula. Pronto, pode pendurar as chuteiras. Agora mesmo é que nunca mais vai chegar ao seu gol 1.000. E olha que falta pouco.

=MPF faz nova denúncia contra Arruda que está preso e sem privada. Não demora nada, ele vai empatar com as 14 acusações do Zé Sarney que está solto e confunde vida pública com privada.

=Nuncanessepaís um governante abdicara dos encargos da Presidência da República para, com tanta fé e orgulho, desempenhar a tarefa de cabo eleitoral.
=Ninguém deixou vazar nada, mas pelos corredores do Congresso do PT corria solto o desconforto que esse escândalo do panetone está provocando nos aloprados do partido. Desse jeito, os índices de popularidade de Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo Lula vão cair vertigionosamente na próxima pesquisa de opinião. Os aguapés já se movimentam para trazer à tona pelo menos um dossiê que atraia os holofotes uma vez mais.
=Assim que Luiz Inácio Lula da Dilma terminou seu desnecessário discurso tecendo loas à candidatura de seu poste iluminado pelos holofotes das andanças públicas, Dilma Roucheffe-da Casa Civil foi aclamada pela galera agradecida do 4º Congresso Nacional do PT. Foi para isso que o encontro serviu: aplaudir o que o presideus já tinha determinado há muito tempo. Pobre PT, já não consegue enganar nem a si mesmo. Para esse tipo de platéia, Lula não precisa de duas orelhas, basta a dos aplausos.

Recanto Solene ou Memórias do Cárcere


A história do cárcere de Arruda não está sendo fácil. Agora foi transferido da depe-nada "sala da direto-ria" que já não tinha nada, para uma bem menor que não tem coisa nenhuma. Nem pelo menos uma privada.

O zelo da Polícia Federal deixa a nítida impressão de que segue à risca o velho preceito, cujos direitos autorais pertencem a Arthur Bernardes: "aos amigos, a lei; aos inimigos, o rigor da lei", quando trata de dar cuidados a Beto Arruda, o Venerando do Panetone.

Por um princípio de justiça - quié isso, companheiro?!? - nem ele, nem mesmo os dirceus da vida merecem tanto, nem tão pouco.

Mas, faz tempo que Arruda não saboreia um panetone. Por isso, tudo bem, quem não come não tem tempo ou apetite pra essas reles e calhordas necessidades. Cheios de razão, os seguranças que antes ficavam com ele no quarto, agora se quarteiam do lado de fora. Ó que dura expectativa essa, de ter que estar atento às convulsões intestinas!

No fundo, no fundo, Arruda não tem do que se queixar: aquele quesito do WC que lá nos confins do Rio Grande - a pátria pequena que eu tenho no Sul - se chama de patente, é o de somenos importância. Arruda, a esta altura ou fundura, já aprendeu que uma reles latrina, mais que uma privada, "é uma verdade patente -em vez da gente borrar nela; ela é que borra na gente".

E Arruda, em liberdade, na maior clareza fez tudo que tinha que fazer na cabeça da gente. Esta é uma verdade patente.

MEMÓRIAS DO CÁRCERE,
ou A PORTA DA LATRINA.

Hoje, numa sala de, no máximo, dez metros quadrados, na maior humildade, Arruda tem chulas relembranças relembra escatológicas dos versos que aprendeu e desprezou na infância: "Neste recanto solene, onde toda verdade se paga, / Há uma verdade perene: todo covarde faz força e todo valente se caga".

É pecado... Vou pecar!

Está no jornal Correio Braziliense: "Corregedor da Câmara recomendará abertura de processo contra Prudente, Eurides e Brunelli".

E já recomenda tarde. Embora, para os que têm jogo de cintura, "imagens não falem por si", essa gentalha andar por aí gozando o sol da liberdade é um escárnio à sociedade.

Outro dia, às margens da caixa de um supermercado, num fortuito e agradável encontro com uma jornalista pioneira, dos bons tempos de Brasília, ela me traduziu com um olhar de fastio e aguçada indignação aquele gesto indecoroso de Eurides Brito passando a chave na porta da sala de filmagens do delator premiado Durval Barbosa antes de encher a bolsa de propina:

- Aquela cena disse tudo. Foi como se Eurides falasse: "Isso é pecado. Mas eu vou pecar". E ela pecou. Deixando a impressão de que, mal acostumada, voltaria a pecar. Quantas vezes mais tivesse que cair em tentação - sorriu-me a sempre atenta repórter.

Engraçado o que o jornalismo faz na gente; provoca insights que valem por um ano inteiro de terapia.

O Transporte de Valores

Como já está consagrada e consolidada a cultura do dinheiro sujo na in/consciência coletiva nacional, os corruptos já deveriam ter trocado a liturgia do transporte em bolsos, bolsas, cuecas e meias pelo cerimonial dos carros-fortes.

Basta apenas abrir licitação e terceirizar o serviço com uma dessas empresas de transporte de valores. O povo que está aonde Lula diz que ele está adoraria. E assim os políticos garantiriam não só a chegada do fruto de seu trabalho às lavanderias, mas salvariam os seus honrados mandatos.

A Chapa Majoritária do DEM

Em assuntos de eleições presidenciais, O DEM está para o PSDB, assim como o PMDB está para o PT. Um e outro fazem sempre o papel de bengala. Em casos mais agudos, chegam a ser promovidos a muleta. Já nas grandes subidas, alcançam o patamar de escada. Estão felizes assim. Gostam de estar no Poder, mesmo que não estejam no topo.

O PMDB se contenta em ser vice de Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo Lula; o DEM se conforma em entrar no time de Zé Serra, seja lá qual for o jogo.

Agora mesmo, o DEM está jogando fora uma de suas maiores oportunidades de chegar à Presidência da República. Seus dirigentes estão deixando passar o bonde da fortuna à frente dos seus narizes chimbés.

Parece até que ainda não entenderam que o fator mais importante da popularidade de Luiz Inácio Lula da Dilma foi a banalização dos escândalos.

A propina dos aloprados, os dossiês escancarados, as falcatruas das obras inacabadas, as licitações fraudadas, os mensaleiros de Dirceu, os sanguessugas, os vampiros, os Vavás, os Lulinhas, os Delúbios, Silvinhos, Lorenzettis e os Freuds que não saem de cima, os top-tops, os amigos da sala ao lado, serviram sempre de fermento para a receita do bolo de popularidade sempre crescente de Lula - o Primus Inter Pares e Ímpares de todos os presidentes do mundo.

E o Democratas não aprendeu nada com isso. Está feliz da vida porque quando Arruda foi em cana já não pertencia mais às suas dignas fileiras. Está que não se aguenta de alegria porque agora vai se livrar de Paulo Octávio, em nome do medo que a imagem do partido seja contaminada pelo panetonismo que tomou conta da capital do Brasil Da Silva.

Burrisse! - escreveria Sidônio em versão Naçional.

O DEM poderia sacudir a poeira e dar a volta por cima: oferecer uma banana para os tucanos e dar uma lição no PMDB - o partido da carona oficial, lançando a sua candidatura própria à Presidência da República com uma chapa majoritária imbatível: Arruda/Paulo Octávio.

Eis então que surgiria, até que enfim, um par de vasos que - muito mais do que apenas ornamentar os salões ocupados por bacantes do presideus - se alçaria ao altar das divindades em nível de afinidade com o eleitorado pobre que está onde Lula diz que ele está, mas representa a esmagadora maioria dos que colocam a esperteza como ingrediente principal de sua decisão na hora de votar.

É, pois, chegada a hora de o DEM parar com esse nhénhénhém de querer moralizar Brasília De Arruda e o Brasil Da Silva e faça o que tem que fazer. O DEM que cumpra com o seu papel de salvador da pátria. Em outubro, surpreenda todo mundo e lance a sua vencedora candidatura majoritária, com a ajuda da voz rouca das ruas e com o grito tonitruante de sua própria independência:

Arruda e Paulo Octávio na cabeça, antes que o Brasil desapareça!

19 de fev de 2010

Prenúncio de Week End

=Depois de uma longa temporada encerrado dentro de casa, Tiger Woods - o Serial Fucker, reaparece para o respeitável público, pede desculpas pelo seu comportamento e diz que vai voltar ao golfe. Sua mulher exultou: - Enfim, só!

=O golfista sexy compulsive, Tiger Woods disse também que vai iniciar amanhã, em uma clínica especializada, tratamento para "controlar seus impulsos". Médicas, fisioterapeutas, psicólogas, serventes, enfermeiras e um enfermeiro lá que outro da clínica estão eufóricos. Já tem cambista vendendo lugar na fila para atender o paciente.

=Fábio Barreto, o produtor do fracasso retumbante "Lula - O Filho do Brasil" vai voltar para casa. Está ótimo. Já respira sem ajuda de aparelhos. Os que dizem dizem que ele nunca mais vai querer produzir comédias, garantem que elas dão azar.

=Quase 600 pessoas foram presas nesse carnaval por dirigir depois de beber. Apesar disso, o Brasil tem quem continue ousando dirigi-lo.

=Luiz Inácio Lula da Dilma quando pode, não deixa por menos. Cercado de jornalistas que escrevem coisas que lhe dão azia, desmentiu Paulo Octávio que na sua hora do "Fico" disse ontem que o presideus lhe tinhasugerido esperar pela decisão da Justiça, antes de decidir-se pela renúncia ao governo do Distrito Federal. Com medo que pegue mal para a eleição de Dilma que o tomem por conselheiro de Paulo Octávio, desprendeu a língua: "O governo federal não tomará nenhuma decisão enquanto a Suprema Corte não se pronunciar sobre Brasília". Quer dizer, não disse nada. Se alguém levar em conta que a Suprema Corte já se pronunciou, faz tempo, sobre Cesare Battisti... Lula acaba de não dizer nada.

=Voltando à entrevista do presideus ao Estadão: Lula jurou que não deseja voltar em 2014. Só uma coisinha: quem é o maluco que está pensando nisso?!?

=Outra coisa: Zé Dirceu - aquele que foi cassado por suposto envolvimento no escândalo do mensalão - não aprendeu nada com a bengalada que levou e disse que "nunca foi embora do poder". Não é que alguém deva ouvi-lo, ou acreditar naquilo que dele escutar, mas todo mundo sabe que ele nunca saiu da volta. Sua "fidelidade canina" é ré confessa e explícita. Só FHC não viu ainda que Dilma Roucheffe-da Casa Civil não é "boneco de ventríloquo" de Lula. Tá na cara que a voz é de outra "pessoa não comum".

De punhal e de faca...

Foto: Ricardo Stuckert/PR
Lula visita fábrica de papel da International Paper do Brasil, em Três Lagoas. Nem Sílvio Santos viu nessa vida tanta carta rasgada.


01. Qual é o espanto? Se Lula fala com o Mouhamud que é do Mal, por que Obama não pode falar com o Dalai Lama que é do Bem?!?

02. Sempre que um treinador de futebol olha para os reservas na casamata vê que tem um inimigo na trincheira.

03. Aí deu no Ibope: Serra 36% x 25% de Dilma. Para quem acredita nessas coisas, só 11% de diferença. Uma besteirinha de quase 15 milhões de votos. Isso que os dois juram - e a gente tem que acreditar - que nenhum dos dois é candidato.

04. No mais firme papel de cabo-eleitoral, Luiz Inácio Lula da Dilma jura que não escolheu Dilma para "vaca de presépio". Mas o Brasil inteiro está careca de saber que ela pertence ao seu curral eleitoral.

05. Todos os caminhos levam Brasília à intervenção federal. Se o Supremo acatar a intervenção, o pedido segue para o presideus Luiz Inácio Lula da Dilma, que terá o estafante trabalho de editar um decreto nomeando um interventor federal para o DF. Se isso ocorrer, o tal AI-5 será submetido a análise do Congresso no prazo máximo de 24 horas - tempo difícil de ser obedecido numa casa de tolerância. O tempo a Deus pertence; já o lugar, para Lula... Sepúlveda Pertence

ENTREVISTA DE LULA AO ESTADÃO

Em entrevista ao jornal Estado de S. Paulo, o presideus foi mais hilário do que numa daquelas suas edições radiofônicas do "Café com o Presidente": "Ninguém aceita ser vaca de presépio e muito menos eu iria escolher uma pessoa para ser vaca de presépio. Todo político que tentou eleger alguém manipulado quebrou a cara".

O que precisa ficar claro é que nenhum mortal é capaz de "escolher uma pessoa para ser vaca de presépio". No máximo, seria possível escolher uma pessoa para ser "pessoa de presépio"; no mínimo, escolher "uma vaca" para ser vaca de presépio.



Na mesma entrevista ao Estadão, já deixou sinais de que pode levar uma nova "punhalada pelas costas". Disse que Dilma, se eleita, deverá ficar no cargo por dois mandatos. Pronto, já arrumou um jeito de dizer que sabe com quem está lidando.

A matéria do jornal com Lula vale a pena. É, digamos, impagável. Como não pode abrir o bico sem atucanar um tucano, o presideus cutucou os críticos oposicionistas que tocam o ferro no inchaço da máquina pública: "A cada 100 mil habitantes, o governo federal tem 11 cargos comissionados. O governo de São Paulo tem 31 cargos por 100 mil habitantes", gargarejou na direção da administração Zé Serra em São Paulo.

E assim se deu por satisfeito, como se os dois não estivessem enfiando a faca nos brasileiros que pagam imposto e não recebem o troco devido em serviços públicos. Luiz Inácio Lual da Dilma não tem medo de ser feliz como maquinista desse trem da alegria, superlotado de ineptos.

PAULO OCTÁVIO E A CORTE

Paulo Octávio avisado pelo partido que levaria um pé nos fundilhos foi esquentar o banco da sala de espera do gabinete reserva do presideus Luiz Inácio Lula da Dilma. Com isso, deu uma banana para os caciques do DEM e foi assim como se lhes dissesse "vão pentear macacos"! Agora, Paulo Octávio - O Breve, vai comer o pão que o diabo amassou.

Ontem, na sua hora do "Fico" trocou os pés pelas mãos. Disse que ficaria - "como o presidente Lula recomendou" - até que a Justiça estabelecesse o quadro geral da crise em Brasília. Aí, pintou sujeira. O elenco porta-voz do dono botou o bloco na rua. Mandou apagar tudo que Paulo Octávio tinha desenhado, pois a pintura era falsa. Assim é que o primerio dia do governo Paulo Octávio foi igualzinho ao último dia do governo Arruda: o governador mentiu e Lula tirou o corpo fora. Deixou os dois falando sozinhos.

Quem botou Paulo Octávio nessa fria foi o seu próprio partido, o mesmo DEM que agora vai lhe mostrar que a porta da rua é a serventia da casa. Nos banquetes da Corte, ele e Arruda nunca eram convidados para a mesma mesa. O olho grosso do partido, vendo que tinha no mesmo saco dois bons puxadores de voto, empurrou Paulo Octávio como vice de Arruda. A condição era que Arruda ficaria no governo os quatro primeiros anos e Paulo Octávio seria o seu sucessor, garantindo assim ao DEM pelo menos oito anos de poder em Brasília.

Isso foi jurado, discursado, sacramento, registrado no cartório das causas perdidas e tudo que é jeito e feitio. No meio do caminho, Arruda - como sempre - se arrependeu e mandou esquecer tudo que tinha dito, escrito e prometido e se fez candidato da sua própria sucessão. As relações que sempre foram estremecidas entraram em erupção. A candidatura de Paulo Octávio ruiu.

A vingança de Paulo Octávio veio pelas mãos de um emissário de Joaquim Roriz, o sempre delegado Durval Barbosa, implantado no governo Arruda que não sabia que se tratava de um grande cinegrafista.

Hoje, Brasília mal pode esperar pela chamada vacância do poder. Jamais será tão bem governada quanto nesse infelizmente breve momento.

Entrementes... Já começou a ser consolidada a volta de Joaquim Roriz ao governo de Brasília. Os moradores da invasão habitacional Itapoâ, bem ali onde termina o Lago Norte, ganham uma família de novos vizinhos a cada novo amanhecer. É o programa mais bem sucedido de distribuição de lotes públicos promovido por um político brasileiro, o "Sua Casa, Minha Vida". Roriz não perde eleição em Brasília.

18 de fev de 2010

UM PASSO ADIANTE

Está nas rádios, nas TVs, nos jornais e na webmedia: Paulo Octávio recua e desiste de renunciar ao governo do Distrito Federal. Recua? Deu um passo adiante. Mal sabia ele que estava à beira do precipício.

A ousada decisão do governador interino tem o selo de quem, de repente, se sentiu com as costas largas. Não é nada, não é nada, ele andou se encontrando com o presideus Luiz Inácio Lula da Dilma - aquele mesmo que abraçou a carga pesada de 14 razões criminais contra Zé Sarney. Pergunte por aí, por onde anda Sarney.

Agora que já andou dizendo que espera que o que aconteceu com o governo de Brasília "sirva de exemplo contra a corrupção", Lula deixou claro para Arruda - antigo bom camarada, companheiro bom e batuta que com ele nessas horas não tem vacilo: "Rei morto, rei posto".

É bom que, à beira do despenhadeiro, Paulo Octávio se dê conta de que ter as "costas quentes" não significa ter asas. E, assim como não voam, se prestam para punhaladas.

Isso tudo que você anda lendo, vendo e ouvindo a respeito de impechament de Arruda, cadeia para panetoneiros, expulsão de Paulo Octávio do partido e do governo que nem gozou ainda, reunião do vice-interino com o presideus perene, vai acabar - do jeito que acabar - numa sonora troca de favores que, nos anos 20 do século passado Al Capone chamava de chantagem. Como estamos no 3° Milênio, ainda nos primórdios do Século 21, podem apelidar de "governabilidade por coalizão".

A esperança de vencer o medo está com o Supremo. Só Ele pode nos salvar! Deus é fiel! Maior é Deus no céu e nada mais...

OUTROS PAPOS PRO AR

01. Dilma Roucheffe teve um alegre regresso de seus folguedos momescos por Recife, Salvador e Rio-Olímpico. Na manhã desta quinta-feira deixou os afazeres mais domésticos inerentes a uma dona de Casa Civil e, sem qualquer desconto salarial, foi ao Centro de Connvenções Ulysses Guimarães, em pleno coração arrasado de Brasília soterrada. Era o IV Congresso do PT. A folia continua, companheiros!

02. Pelo que descobriu a Polícia Federal, Brasília com Arruda solto vivia um reino de corruptos. Agora, com Arruda preso tudo parece melhor: é o paraíso dos chantagistas.

03. Um dia, os dirigentes do Palmeiras ainda vão perceber que não entendem nada de futebol. Ou a torcida vai entender que eles sabem tudo de contratos com vários dígitos. De sã consciência: quem tem um Jorginho como funcionário, precisa de um Muricy Ramalho como treinador?!?

CAIXINHA DE SURPRESAS

Pronto! É disso que se está falando: a política aqui no país do futebol, também é uma caixinha de surpresas.

O presideus Luiz Inácio Lula da Dilma, radicalizou e deu o bolo para os manifestantes que ontem lhe deram um bolo para dar bolo no Paulo Octávio. Com o drible, os caras sujas estão com a cara no chão.

Todo aquele medo que eles tinham de que o contato de seu mestre com Paulo Octavio fosse contagioso, toda aquela esperança de que o presideus não se deixasse contaminar, já não tem mais razão de ser. O medo venceu a esperança.

Paulo Octávio (DEM), travestido de governador da Corte esteve com Lula nesta manhã ensolarada de quinta-feira no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), sede provisória da Presidência da República dos Calamares.

Todo mundo esperava pela renúncia de Paulo Octávio, mas ele saiu pela porta da frente tão interino quanto ileso; tão ileso quanto surdo e mudo: saiu sem ouvir os pedidos de entrevista e sem falar com a imprensa.

Só assim, Paulo Octávio deixou de brindar o distinto público com aquela tradicional e duvidosíssima declaração de sempre: "Somos apenas bons amigos".

Se fosse um pouco mais eloquente poderia acrescentar: "Foi uma visita de cortesia pelo fim do Carnaval. Falamos de tudo um pouco. Não tocamos em política".

Esse final até mereceria uma certa dose de credibilidade, afinal o que vem sendo feito em Brasília pode ser tudo, menos política.

ARRUDA VAI "RADICALIZAR" NA PÁ DO VENTILADOR

O calor em Brasília é grande neste verão, um dos mais quentes dos últimos anos na capital da República dos Calamares. Na "sala da diretoria" lá na sede da Polícia Federal então deve ser insuportável. Arruda já está que não aguenta mais.

Não aguenta solidão; não aguenta comer pizza ao invés de panetone; não aguenta o abandono; não aguenta o clima; não aguenta a reclusão, o isolamento; não aguenta mais o caldeirão sem cumprir pelo menos uma promessa na vida: radicalizar. E vai até mais longe do que prometeu só ao DEM. Vai radicalizar na pá do ventilador.

Diante do que lhe restou de detritos do Distrito Federal, já sabe o que fazer. Não vai chafurdar sozinho na lama. Deve ser só de raiva pelo ostracismo a que foi relegado pelos seus correligionários do DEM que ele ainda não revelou que a turma de supostos panetoneiros do seu governo não é só do partido que o botou na rua da amargura, quer dizer, nas grades da amargura. É o jeito que lhe restou para retaliar seus antigos, digamos, companheiros demos.

Dizem fontes atentas que há bom tempo, desde o início do Haiti que se abateu sobre sua Brasília, Arruda já poderia ter aberto as portas do set de filmagens do seu governo e mostrado a cara dos demais protagonistas e coadjuvantes dessa interminável série pornopolítica.

E alertam que não se pense, nem de longe que Flávia, a mulher de Arruda vai visitá-lo apenas como uma condoída motogirl de luxo, entregadora de pizza. Nos seus pit stops diários ela estaria cumprindo, diligentementemente, o papel de leva-e-trás que, um dia de certa forma, vai fazer bem ao fígado de todos nós e um mal tremendo aos propineiros de outros partidos que, sempre que se fazem de bonzinhos ficam péssimos, e ainda estão atrás da moita.

Se assim é, ou encontram uma saída honrosa para Arruda - mesmo que seja pela porta dos fundos do presídio - ou ele vai radicalizar na pá do ventilador o script de mais uma obra de vídeo-ficção que já estaria nas mãos do seu belo pombo-correio: figuras públicas e notórias de outras fileiras partidárias, inclusive da grei que o presideus Luiz Inácio Lula da Dilma tem a honra de presidir.

Conclui-se então que assim que esse bolo engrossado pelos ingredientes radicalizados atrás da moita chegar ao Palácio vizinho da Casa Civil, o presideus vai acabar desprezando o bolo de chocolate que os caras sujas lhe entregaram nessa quarta-feira de cinzas para que desse bolo no melífluo e solitário Paulo Octávio.

Tudo bem, Lula nunca vê nada, nunca faz nada, mas era só o que faltava - conhecendo seus aloprados como os conhece - não saber que panetone não é guloseima exclusiva da camada alta da torta sociedade política brasileira. Ele bem que sabe, a companheirada é chegada numa boa fatia e não tem medo de gordura nem de ser feliz.

Contam os perseguidores de notícia que em nome do fim de seu isolamento, Zé Arruda já estaria com as mãos cheias e, nas horas de banho de sol treina arremesso à distância. Vai tudo parar na pá do ventilador.

E quando a receita escatológica se espalhar, o Escândalo do Panetone ganhará outro nome. Deixará de ser exclusividade do DEM e, quem sabe em homenagem à participação das outras siglas, passe a atender pela digna e ecumênica referência de "Escândalo da Coalizão do Panetone".

O aguardado lançamento de "Arruda - O Filho do Panetone" ainda não tem data marcada. Tudo depende do dia em que o teimoso governante licenciado voltar a desfrutar do alcandorado brilho do sol da liberdade. Esse espetáculo de cinema, para a paz de Lula, por enquanto está passando pelo sine die. Em sala reservada.

É que a sala da diretoria é pequena para o sucesso de bilheteria que Arruda e seus sevandijas esperam alcançar com mais esta próxima atração, campeã de audiência. O Filho do Brasil não quer nem ouvir falar nesse tipo de concorrência. (www.sanatoriodanoticia.blogspot.com)

17 de fev de 2010

Tiger no come e dorme...

Depois de comer meio mundo, Tiger Woods comeu em tranca. Há bom tempo que não participa, sequer, de campeonatos de golfe. Está recolhido ao doce aconhego do lar. Não sai de casa. Só quer comer e dormir; dormir e comer... Os paparazzi garantem que sua mulher está um trapo.

Tiger é como certas "pessoas não comuns" que não podem viver sem perereca. Deus os livre e guarde de que pensem em extinguir as pererecas desse mundo. Ele agora disse que vai abrir o bico nesta sexta-feira. Todo mundo vai ficar sabendo como alguém é capaz de acertar tanto buraco pela vida afora.

Especialistas em golfe acham que o seu grande sonho era encontrar pererecas pelos campos afora e buracos adentro. Por isso fez tanto hole in one em sua carreira.

Isso não se faz

Y Isso não se faz. É puro desamor. Paulo Octávio se aprumou todo, botou gravata nova, penteou os ralos cabelos mofados, vestiu o melhor terno, o mais branco de todos os seus colarinhos e... deu com a cara na porta. Luiz Inácio Lula da Dilma não quis papo. Paulo Octávio saiu mais perdido que cachorro de madame que cai do caminhão de mudança. Ele agora aprendeu, o que antigos aliados palacianos que não se elegeram em pleitos anteriores já sabem há muito tempo: Lula não fala com perdedores.

J Nesse escândalo do governador da Ilha da Fantasia e seus panetoneiros, nem mesmo Arruda sofre maior humilhação do que o partido Democratas. Tem que aguentar calado e de nariz em pé o PT pregando moral de cueca.

Agora é cinza e nada mais

01. Foi lindo de se ver. Em São Paulo, dirigentes, carnavalescos, passistas, porta-estandarte, a comunidade inteira da Escola Rosas de Ouro vibrou como nunca. Parecia até que tinham conquistado o título de campeões do carnaval carioca.

02. Nuncanessepaís os que são da Tijuca foram tão unidos. No carnaval, como na política, nada como ser um vencedor. O diabo é quando cai um panetone na cabeça. Veja só o jeito que ficou o Arruda.

03. Quem tirou
pontos da Beija-Flor nunca foi tão jurado na vida.

04. Aqueles que achavam que Paulo Barros desvirtua o carnaval, queriam acabar com a magia dos desfiles na Marquês de Sapucaí.

05. Nesse carnaval de escândalos no Brasil, o governo Arruda é a Viradouro do grupo principal dos políticos supostamente corruptos. Já está numa divisão inferior.

06. Ex-secretário de Arruda pede liberdade ao Supremo. Deveria apelar para todos os santos também. E a manchete diz pouco: hoje, Arruda só tem ex-secretários.

07. Paulo Octávio
contava como certo reunir-se com o presideus Luiz Inácio Lula da Dilma nesta quarta-feira, para pedir apoio em nome da "governabilidade por coalizão". Levou gelo. Em compensação, ficou sabendo que, se a audiência acontecer, será num cinema: sine die.

08. Brasília continua a mesma de sempre: o DEM decidiu que todos os cargos do partido no governo do DF sejam entregues por seus ocupantes; Paulo Octávio pediu também que todos os secretários coloquem os cargos à disposição. Ninguém está disposto a isso. Todos voltaram nesta quarta-feira de cinzas às suas, digamos, atividades de sempre. Entraram mudos e saíram calados.

09. Paulo Octávio também não tem desconfiômetro. Afinal, Luiz Inácio Lula da Dilma nem bem saiu de seu retiro momesco lá pelos lados do Torto e o governador interino de Brasília já quer metê-lo nesse enredo...

10. Eis que, da quarta-feira de cinzas, renasce em Arruda alguma esperança de vida boa na "sala da diretoria" onde está preso. Recebeu a visita de sua mulher. Ela levou comida Ele ganhou livros de autoajuda e dizem que ele até comeu melhor. E todo mundo pensava que ele só tinha direito a banho de sol...

11. PSB vai usar o programa de rádio e TV para "alavancar" a candidatura do teimoso Ciro Gomes ao lugar que Lula já reservou para Dilma Roucheffe-da Casa Civil. Só se o PSB entregar a produção do programa para a alma de Charles Atlas.

12. E agora, todo mundo pega no pé do Arruda. É fácil chutar cachorro morto. E para os cães fiéis que andam em matilhas pelas ruas?... Só aquela bengalada não basta.

A Herança Bendita de FHC

Só em janeiro, o governo fez um carnaval de R$ 6,1 milhões com os cartões corporativos. De nada vale saber quanto o governo do presideu Luiz Inácio Lula da Dilma gasta às escondidas - sob a safardana proteção de "sigilo oficial". O que se precisa saber é com o quê essa bacanal das burras públicas é consumada. Para o governo Lula, essa talvez seja a única herança bendita do governo FHC.

One Way de Comandante

Essa indecisão toda para a escolha do vice-presidente na chapa do governo Lula para as eleições de outubro, só ressalta uma coisa: o caráter inquebrantável de comandante de dona Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo.

Se chegar lá, um vice não terá a menor importância. Seu valor será o de um boneco de ventríloquo que pegou carona. Vale apenas como embalagem de um porta-voz para garantir a eleição, depois é one way, absolutamente descartável.

OS PIONEIROS

Deprimido, Zé Beto Arruda - o Rei do Panetone, é comprimido a renunciar ao governo do Distrito Federal. Até o fim desta semana, como governador pioneiro em cadeia por corrupção, ele será o primeiro governador do Distrito Federal a pedir renúncia.

Vai empatar, em pioneirismo às avessas, com Fernandinho Beira-Collor que pediu para sair da Presidência da República. Eles têm muito em comum. Collor saiu por uma Fiat Elba; Arruda sai por uma Brasília que usou demais. Os seus fins justificam os veículos.

O melhor do Carnaval paulistano

O melhor do carnaval de São Paulo é o julgamento oficial das escolas do Rio, na quarta-feira de cinzas. A escolha paulistana pode ter o veneno, mas não tem o charme carioca. Já no quesito briga & confusão, os dirigentes da Gaviões da Fiel são imbatíveis. É o espírito carnavalesco dando vez à tradição corintiana.

16 de fev de 2010

Que Susto!

Quando o gari passou aquela vassoura para Dilma no sambódromo, Sérgio Cabral - o governador mais papagaio de pirata do país quase teve um piriPAC: correu para socorrer a candidata de seu mestre. Pensou que o funcionário da limpeza tinha lhe passado a tarefa de varrer o xixi dos foliões rebeldes. A cena foi um susto só. Quando viu que a vassoura era só para Dilma mostrar seu rebolation, Cabral descansou.
aInda que mal pergunte: por onde andava Dilma nos outros carnavais?!? Alguém tem aí uma foto antiga de Dilma sambando, ou assistindo algum carnaval de camarote?!?
aÉ tanto carnaval na vida de Dilma nesse início de ano que ela está pensando seriamente se vai atender ao chamamento dos parlamentares para explicar o Programa Nacional de Direitos Humanos. O enredo não é do seu agrado, pode dar samba e ela agora está cansada
aNos rápidos contatos que manteve com o governador Sérgio Cabral entre um camarote e outro na Marquês de Sapucaí, Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo quis saber detalhes do projeto PNP - Privatização Nacional das Privadas. Aguarde, antes de outubro, vem aí o XixiPAC.
Além de higiênica é educativa: com o governo ninguém pode mijar fora do penico.
aMas que coisa mais doida essa iniciativa dos governantes cariocas de privatizar a privada dos carnavalescos. Isso só pode ser coisa de quem só pensa naquilo. O que será que essa gente tem na cabeça?!?

A FAXINA EM BRASÍLIA


O presideus Luiz Inácio Lula da Dilma está ansioso com a crise de Brasília. Se não tiver outra alternativa, inventa uma alquimia política qualquer e escolhe mesmo um interventor.

Sigmaringa, não quer; Costa Leite, faz nhénhénhém; Jobim da Selva, está descartado - só entende de caça francês; sobra pelas rebarbas, quem sabe, Maurício Corrêa ex-habitante do Supremo Tribunal Federal.

O pré-requisito é ser um bom faxineiro, rápido e rasteiro.

Dilma Roucheffe-da Casa Civil e do governo está fora de toda e qualquer cogitação - é seu poste predileto para iluminar o Palácio. Uma lástima para ele, pois ninguém nessa hora seria mais rápido do que Dilma. Se ela pegar numa vassoura chega lá voando.

Momescas

O melhor da notícia é sempre o que está nas entrelinhas. A manchete é esta: "Arruda deve ficar preso no mínimo por 60 dias". O que se pode ler: Arruda pode ficar... Deve ficar preso pro resto da vida.

Já que Sigmarina não quer ser interventor de Brasília, o presideus Luiz Inácio Lula da Dilma já se inclina para ungir o gaúcho Paulo Costa Leite, ex-presidente do Superior Tribunal de Justiça. Costa Leite tem mais de trinta anos de Brasília. Nada que se compare ao pioneirão Joaquim Roriz.

É pouco provável que se concretize o sonho dos que que desejam ver Luiz Inácio Lula da Dilma ter que nomear um interventor para o Distrito Federal. O presideus acha que isso pode mexer com os aguapés do Lago Paranoá e afogar a maldição do panetone com que pretende DEMonizar o pleito de 2 de outubro.

Arruda ganhou direito a um banho de sol de 15 minutos por dia. O banho de ducha é pouco: lava por fora, não limpa por dentro.


No próximo domingo, dia 21 de fevereiro, acaba o horário de verão. O governo vai me devolver a hora de vida que me roubou. Esses roubos já estão ficando chatos.

Ophir Cavalcante, presidente da OAB ao falar a respeito do escândalo Arruda, deu nos dedos de todo mundo, inclusive da mídia cordeiro-de-presideus: “O Brasil institucional, indispensável à democracia, carece de decência, pois não são os índices do PIB que expressam o avanço de um país, mas a conduta moral de seus dirigentes”. Tradução: a pauta positiva esconde no noticiário ufanista a triste realidade da consciência brasileira.