4 de fev de 2010

Com imunidade, se não é terrível, qualquer Ivan é Valente

A matéria, em tempo real, é da Agência Câmara:

Deputados cobram aprovação integral do plano de direitos humanos

Deputados que participaram da audiência pública sobre o 3º Programa Nacional de Direitos Humanos, realizada nesta quinta-feira pela Comissão de Direitos Humanos e Minorias, cobraram a aprovação e aplicação integral do plano. A audiência foi encerrada há pouco.

Para o deputado Ivan Valente (Psol-SP), o texto é um processo que “tem integralidade” e trata de múltiplas questões transversais, como direitos de gênero, raça, sociais, civis e humanos. “As críticas que o plano sofreu nesse último mês foram feitas segundo o interesse da mídia. Primeiro teve o problema da anistia, e nós repudiamos quem quer colocar uma pá de cal em um direito universal, que é julgar e punir torturadores, isso é crime contra a humanidade imprescritível e não pode ser excluído no plano de direitos humanos”, acusou Valente.

O Brasil é um país que não quer julgar torturadores, não quer abrir os arquivos da ditadura, e o governo se acovardou, tem medo quando qualquer militar bate o pé”, acrescentou.

Os deputados Chico Alencar (Psol-RJ), Pedro Wilson (PT-GO) e Fernando Ferro (PT-PE) também defenderam a discussão transversal do programa, que é dividido em seis eixos, estabelecidos a partir da negociação entre o governo federal e entidades civis que participaram de conferências sobre o assunto.

RODAPÉ - O deputado Ivan Valente só faz jús ao nome porque no Programa Nacional de Direitos Humanos que ele defende não há nenhuma referência à desigualdade social que sua classe(?) desfruta diante da Justiça. Quem é que disse que eles não têm que ser iguais a todos perante a lei?!? Seria bom ver de perto o grau de sua ousadia sem imunidade parlamentar... Que direito humano é esse que rima imunidade com impunidade; que dá blindagem completa a esse tipo deplorável de casta social?!? Com imunidade, se não é terrível, qualquer Ivan é Valente.

Vejam só com quem anda esse Valente... Bota lá no Programa Nacional de Direitos Humanos que devemos ser "todos iguais perante a lei"; bota que "todo poder emana do povo e que em seu nome será exercido"; bota que "parlamentar não rouba, nem deixa roubar"... Bota lá que, se isso não for cumprido à risca, eles serão julgados sem qualquer tipo de imunidade, ou subterfúgio parecido. Bota lá Ivan. Bota, seu Valente. Se não botar, Mestre Lula vai achar que você é um babaca.