12 de set de 2010

Tesoura afiada para Guerra

Adivinhe quem foi que leu a Veja e saiu em defesa de Erenice Guerra? Surpresa!.. Ninguém mais nem menos do que Dilma, a dona Solange da República dos Calamares. Era só o que a nova Mulher da Tesoura estava esperando para justificar o projeto de controle social das comunicações que vem sendo elucubrado pelo governo Lula.

Neste fim de semana, ao chegar ao Hospital Sírio e Libanês, em São Paulo, Dilma foi visitar o vice-presidente Zé Alencar, ocupante do terceiro cargo mais importante da República, já que no horário gratuito de TV o PT apresenta Dilma como a mulher que "chegou ao segundo cargo mais importante da República: a chefia da Casa Civil da Presidência da República".

Uma vez por lá, dona Dilma, tesoura afiada, comentou as denúncias trazidas na última edição da revista Veja contra Erenice Guerra, que foi seu braço direito e hoje a substitui no cargo de ministra-chefe da Casa Civil. Como não poderia deixar de ser, Dilma a musa da tesoura - sem se importar em saber se há quem não a julgue confiável - disse que "Erenice Guerra é uma pessoa de total confiança". Não explicou, é claro, de quem Erenice "é de total confiança".