27 de set de 2010

A pedrada de Lula

Até que enfim, Lula desdobrou o companheiro iraniano bom e batuta, Mahmoud Ahmadinejad: a mulher que traiu o marido morto não vai mais morrer apedrejada. Ela será enforcada. Celso Amorim logo vai mandar Franklin Martins anunciar que Lula voltou a ser forte candidato ao premio Nobel da Paz. Até parece regozijo: Mano Menezes acaba de confirmar que, em outubro, a Seleção Brasileira vai realizar um amistoso com o Irã.
A iraniana Sakineh, antes de levar a segunda série de 99 chibatadas.