12 de set de 2010

Governo de Marda!

Diria Carlos Lacerda se ele se chamasse Laçarda: - Esse governo só faz marda!

NO QUINTAL DO BRASIL
No Estadão: "Filho de Erenice Guerra, braço direito de Dilma, é acusado de tráfico de influência. Denúncia de lobby faz oposição pedir saída da ministra da Casa Civil". Isso só quer dizer uma coisa: política de oposição no Brasil só se faz no dia seguinte. Se não é a revista Veja denunciar, jamais passaria pela cabeça dos Demos e pelo bico dos tucanos a idéia gostosa de que a sucessora de Dilma, boa de bancos de dados, poderia estar montando nos fundos da Casa Civil, acima do quintal da Presidência da República, um banco particular, cujo lucro iria todo para Israel. Não, não se trata de evasão de divisas, não. Ficaria tudo com Israel mesmo. Afinal, Guerra é Guerra. E Israel é daqui.

SIGILOS À MOSTRA
A revista Veja mostra que contrato previa pagamento de comissão de 6%, mas a Erenice que hoje é ministra por herança de Dilma, rebate denúncia e põe sigilos à disposição. Até parece que ela não é craque nessas coisas de apagar pistas. Se estava mesmo fazendo, ela seria a última a deixar as impressões digitais no copo em que mitigava a sua sede. Assinatura, então, nem pensar. Será que ela pensa que a gente pensa que ela é boba que nem o laranjal que anda por aí quebrando o sigilo fiscal de meio mundo?!? Cá pra nós, Erenice Guerra parece ser mesmo mulher bastante para andar de sigilos à mostra. Nada mais republicano nesse governo que sigilo explícito.

QUANTO CRÉDITO!
Dilma afirma confiar em Erenice e pede apuração. Mais um caso em que a postulante diz que é preciso "ter calma e apurar". Quanto à confiança em Erenice... Partindo de quem parte, faz sentido. Ninguém tem melhores credenciais do que a criadora para manifestar credibilidade à criatura. Mas há controvérsias. Resta saber, qual é o crédito que o Brasil leva nisso. Vai ver que não chega a 6%.

ATRASADÃO
Agora vem Zé Serra e diz: "Casa Civil é o centro da maracutaia". Por quê não disse até agora nos debates em que teve a enorme honra de contar com a presença de dona Dilma e a felicidade de olhar para ela tipo assim olhos nos olhos?!?... Já vem tarde.

PIOR QUE A ENCOMENDA
Compadre de Lula 'nomeia' nos Correios. O novo diretor de Operações dos Correios, Eduardo Artur Rodrigues da Silva, assume o cargo sob uma nuvem de suspeita. Conhecido no setor da carga aérea como "coronel Artur" ou "coronel Quaquá", ele chegou à estatal com o apoio do compadre de Lula, o advogado Roberto Teixeira. O novo diretor de Operações tem ligações familiares com empresa que presta serviços para a estatal. E mais: o cara tem tudo a ver com a venda da Varig. Mal chegou botou o pé nos Correios e já esgotou a tinta da caneta, assinando nomeações de companheiros, amigos de fé, camaradas bons e batutas. Quer dizer, o coronel Artur Quaquá, é mais rápido que qualquer encomenda pelo Sedex.