7 de mai de 2010

NEGÓCIOS - Andam pegando no pé do secretário de Justiça Romeu Turma Júnior. Só porque sua secretaria é encarregada do combate à pirataria, ele nem pode ser amigo íntimo de Paulinho Li, chefe da máfia chinesa no Brasil. Nem da Tríade o cara é. São só bons amigos. E aquela conversa toda por telefone, não tem nada a ver com maracutaia. É apenas uma missão entre amigos que lhe foi repassada pela diplomacia brasileira. Por telefone, Romeu Turma Júnior, estava apenas tentando fazer alguns negócios da China. Nada demais, ué. O Lula já não foi à China um montão de vezes?!?


O DEFENSOR - Romeu Turma Senior, apareceu para defender - dos porões de sua gloriosa história - o dileto filho das acusações maldosas que inventam ligações com a máfia chinesa. Foi o úncio que ser avorou a tanto até agora. Não basta ser pai, tem que participar.

GENEALOGIA - Seja lá para o que for, quem nasceu para ser Romeu Turma Júnior, jamais chegará a ser Romeu Turma.

O VOO DA PERUA - Quando a perua procuradora malvada pegou a vassoura, todos pensaram que era bater de novo em alguma criancinha. Ledo engano, a bruxa montou e fugiu. (Foto: Wilton Jr/AE)

PRISÃO IMINENTE - Com a cara que tem, nenhuma perua no mundo, por eminente que se julgue ser, vai poder ficar escondida por muito tempo.

Ó MINAS GERAIS - Aquele cadafalso lá por Minas Gerais serviu pra tudo: Serra quase foi agredido pelos educadores; Dilma foi vaiada o tempo todo por 400 politizados prefeitos; Marina passou em brancas nuvens e nem entrou no clima.

ABATEDORA - Dilma foi apupada quando disse que vai abater impostos. Ainda bem que estava desarmada e o alvo, dessa vez, eram apenas os impostos.

MISTURA - Serra disse que não é FHC, nem Lula e que vai querer contar no seu governo com o PT e PV. Aí, misturou crime com clima.

COTIDIANO PAULISTA - O ladrão roubou a bolsa da noiva do policial. Ela chamou o noivo. O noivo perseguiu o "meliante" que "empreendia fuga". Deu-se troca de tiros. O bandido "entrou em óbito". O noivo também. Na vida real, o mocinho é um mero mortal. A mocinha ficou só, com a bolsa e a vida. Está prontinha pra ser assaltada de novo.

AS MARCAS DA SUPERAÇÃO - A capacidade de superação e a persistência são as grandes marcas de Ronaldo Fenômeno, um dos maiores craques do futebol moderno mundial. A paixão e a paciência, tem sido as grandes marcas da torcida corintiana. Depois da desclassificação para a Libertadores, Ronaldo desembuchou: - O povo está comigo. Os corintianos estão comigo... Tenho oito operações e muitas marcas no corpo... Tem mesmo, inclusive, a marca Bozzano.

MUNDÃO ECONÔMICO - Nesse mundão, a comentarista Miriam Leitão é especialista em lavagem... de dinheiro. De qualquer maneira, nenhuma crise financeira é ou será pior que os cabelos da comentarista.

O VOTO - Na Democracia Da Silva, o voto - seu maior símbolo - é a sua marca mais antidemocrática. No Brasil não é um direito que o povo tem. É mais uma obrigação.

PROIBIDO - Se numa democracia "é proibido proibir", com muito mais razão deveria ser "proibido obrigar".

SAÚDE QUASE PERFEITA - O caos nos hospitais do Brasil Da Silva mostra porque Lula nunca vê nada, nunca sabe de nada, nunca faz nada. Os brasileiros estão morrendo de SUS nas portas dos hospitais e o governo acha e ainda espalha que "a saúde no Brasil é quase perfeita". Ah é, então por que dona Dilma não entrou na fila para curar o linfoma, ou se replastificar; por que Lula não tirou ficha de agendamento para se livrar do PiriPAC que teve antes de lançar o PAC-2; por que a batalha de Zé Alencar, contra o câncer, não foi travada nas filas do SUS?!?

QUASE - Os brasileiros estão morrendo de dengue, febre amarela, mal de Chagas, miningite, Aids, hanseníase, nem tem tempo de morrer de SUSto nos corredores hospitalares e seu Zé Temporão fica contando na TV as vacinas que mandou aplicar contra a gripe dos porcos. A gente até entende que o Ministério da Saúde precisa acabar com o estoque monstruoso dessa vacina que custou milhões de reais para o Brasil e encheu as burras de grandes laboratórios estrangeiros. A gripe suína foi um grande pretexto para acender holofotes até em postes que não dão luz.

O NOSSO DIREITO - Esses amos e senhore da democracia brasileira tripudiam sobre a Constituição que reza: "Saúde é direito de todos e dever do Estado". Nada mais doente que o governo. Mas desse mal, ele não morre tão cedo.