30 de mai de 2010

Enxeridos no Contexto

Zé Serra voltou a dizer que a Bolívia é cúmplice no tráfico de cocaína que vem de lá e invade o Brasil e os brasileiros. Vai continuar levando paulada de Evo Morales e o pior: do governo brasileiro. O presideus Lula e seus apóstolos não tem nada a ver com isso. Mas são enxeridos no contexto

Zé Serra é só um ex-governador que está candidato ao Palácio do Planalto. Se merece contestação de algum outro lado que não seja o cutucado governo do cocaleiro Morales, ela seria compreensível se viesse de Dilma e de Marina Verde, suas concorrentes nessa corrida que só vai terminar em outubro.

Compreensível, mas não aceitável. Afinal, até a PF desaparelhada para cuidar das fronteiras como deve também sabe que 90% da cocaína e do crack que tem reduzido o Brasil a pó, vem da Bolívia.

Zé Serra nunca disse que o governo do Brasil é cúmplice desse crime hediondo que vem acabando com a nossa sociedade desavisada e desprotegida. Então, o que é mesmo que o governo Lula tem que se meter nessa conversa?!? Deve ser o efeito Teerã, onde Lula também meteu o nariz sem ser chamado. O bedelho subiu pra cabeça.


O governo Lula não moveu uma palha de folha de coca para apurar a denúncia de Zé Serra - uma das mais sérias acusações que um homem público já teve a ousadia de fazer contra a influência nociva do governo de um país fronteiriço. Um país que vive do plantio e da comercialização da coca.

Na prática, os donatários do Brasil preferiram achar que "amigo é pra essas coisas" e cairam de pau em cima de quem, na teoria, está apresentando ao país, mais que uma grave informação, uma inestimável colaboração.

Ninguém que não seja PT e que não ache feio o que não é espelho, acusou até agora Zé Serra de injúria, calúnia e difamação. Nem o governo Lula se anima a pensar nisso.