3 de jul de 2010

Lula não é Vampeta

Taí ó, antes de viajar para a África do Sul foram a Brasília beijar a mão do presideus Lula, o maior e mais reconhecido pé-frio brasileiro. O futebol há muito tempo não é uma caixinha de surpresa. Só poderia dar no que deu.

E foi só a postulante Dilma anunciar que iria à Africa se o Brasil chegasse à final para saber-se que acabara de incorporar o espírito gélido de seu grande cabo-eleitoral.

O que sobrou de uma seleção formada pela teimosa mão de Dunga foi uma seleção com cara de PAC e sua mais completa tradução: mais uma promessa não cumprida... Lula não vai, conforme o prometido, rolar a rampa do Palácio do Planalto. Ele é só um simples presidente, não é Vampeta.

O Brasil de Dunga e o Brasil Da Silva não podem deter em suas mãos o poder supremo de não escutar o que lhes diz a voz de uma nação.