5 de jul de 2010

Depois tu pita, na cola da cabrita

Dilma não soube e não quis responder à pergunta que o jornal O Globo fez para ela, Zé Serra e Marina: "Por que quero ser presidente do Brasil?".

Em compensação, na plataforma de governo que apresentou por escrito ao TSE Dilma se manifesta a favor da reeleição e contra o mandato único de cinco anos. Pronto, taí o que Lula mais precisava: Dilma - se chegar lá, vai querer ir mais pra lá. O presideus de hoje vai ter que esperar pelo menos oito aninhos, amanhã.

É como se ela estivesse dizendo desde já para o seu maior cabo-eleitoral, aquilo que a boa e velha geração dos nossos avós e bisavós dizia, ao invés de fazer figa ou mandar uma banana para os impertinentes: - Depois tu pita, na cola da cabrita.