2 de jul de 2010

Cabo Eleitoral Profissional

Mais sujo que pau de galinheiro com os controladores globais, em razão de seus aconchegos com ditadores e ditaduras pelo mundo afora, Lula - o que se chama Dilma, diz agora que não pretende nenhum cargo na ONU ou no Banco Mundial, quando deixar de serr presideus do Brasil Da Silva. E ainda vitupera: "É uma cretinice isso". Pelo visto vai continuar excercendo - entre um cachê lá que outro por alguma palestra - o cargo que ocupa há quase dois anos: cabo eleitoral de Dilma. Dessa feita, para a reeleição de 2014.