26 de jun de 2010

Zé Serra ganha a eleição... para Dilma

Então, depois de uma das maiores tucanagens da história eleitoral majoritária desse país, Zé Serra desce do muro e pega para vice ninguém mais nem menos do que Álvaro Dias. Daqui para a frente tudo que a campanha de Dilma fizer de propaganda e marketing será puro desperdício.

Zé Serra já ganhou a eleição para Dilma. E não foi de asgora. Elegeu Dilma quando desbancou Aécio Neves e saiu de cabeça de chapa. Alegou que Aécio só tinha voto em Minas Gerais, como se ele tivesse algum voto que não seja de São Paulo.

Álvaro Dias está mais preocupado em cuidar daquele tufo que implantou na cabeça do que em tratar do Brasil. Zé Serra está morrendo de arrependimento por ter tirado os fundilhos da cadeira do Palácio dos Bandeirantes. Agora tem que sair por aí, apertando mãos, levando cutucões, sorrindo à meia-boca que é pra não mostrar os dentes, afugentando as criancinhas da sala, comendo tapiocas, pão-de-queijo, tomando chimarrões, acenando para ninguém.

Com Dilma no lugar de Lula e Temer a sua mão direita, o Brasil vê se consolidar o plano de pelo menos 20 anos de poder para o PT. Daqui a quatro Lula vai tentar voltar. A esperança do Brasil é que Dilma não vai deixar. Gosta muito de mandar, para voltar a obedecer.

Enquanto isso, se aprender a lição, a oposição terá tempo bastante para fabricar escândalos e reinventar a corrupção para assim ganhar a admiração do povo brasileiro que adora a esperteza e seus espertos.