12 de jun de 2010

Pelas páginas...

Está na edição deste sábado da Folha de S. Paulo:
Dossiê do PT traz dados fiscais sigilosos de dirigente tucano.
A chamada "equipe de inteligência" da pré-campanha de Dilma Rousseff, do PT, levantou e investigou dados fiscais e financeiros sigilosos de Eduardo Jorge Caldas Pereira, vice-presidente-executivo do PSDB. Eduardo Jorge, conhecido como EJ, foi secretário-geral da Presidência na gestão Fernando Henrique Cardoso.
Ainda bem que, a exemplo dos outros, esse dossiê "não existe".

No jornal A Tarde:
Plano de saúde deve subir 6,73%.
E o presideus Lula continua achando que aposentado não pode ganhar mais do que 6,14% de aumento, bem menos dos que os 10% que ele deu de mão-beijada para os ociosos do Bolsa-Famíglia.

Jornal Estado de Minas:
Lobby do álcool barra incentivos ao carro elétrico.
E a mortandade nas estradas continua.