25 de jun de 2010

Sarney, Collor e FHC governam o Brasil

Diante da tragédia do Nordeste, Lula - O Dilma para os mais íntimos votantes, meteu a mão no nosso bolso e despejou R$ 500 milhões para Alagoas e Pernambuco, onde a popularidade de Zé Serra vinha crescendo nas últimas semanas. Tragédia é para isso mesmo na política brasileira.


Na hora em que abria as burras públicas como nuncanahistoriadessepaís, Lula - O Dilma, deu a dica para o discurso de sua candidata ao Palácio: "se permitirmos construir moradias em áreas de risco, seremos mais responsáveis que os governos anteriores"...

Dilma, por incrível que pareça, captou a mensagem do divino mestre e desancou a oposição: "os governos dos últimos 20 anos não realizaram trabalhos de drenagem, por isso o caos em que se encontram vários Estados, como foi no Rio de Janeiro e Santa Catarina".

Gostou de ouvir a própria voz e foi em frente: "Em 2002 o investimento do governo em saneamento básico foi de R$ 264 milhões. Hoje, nós gastamos essa mesma quantia para fazer saneamento em uma cidade de médio porte."

O que Lula - O Dilma e Dilma - alma gêmea de Lula não dizem é que desses 20 anos, os últimos oito atendem pelo codinome Da Silva. O Brasil só se lembra que foi governado por Collor, Sarney e FHC porque, ao invés de fazer o que precisa ser feito, Lula e Dilma não deixam.

O mais incrível, o mais extraordinário disso tudo é que, mais do que ninguém, Lula ignora os oito anos de seu próprio governo. É como se ele e o PT nunca tivessem governado o Brasil. Vai ver que é isso mesmo.

RODAPÉ - Para o governo Lula e o PT, só quem não governou o Brasil nesse período pós-64 foi Itamar Franco. Afinal, foi ele quem lançou o real, acabou com a inflação galopante e estabilizou o país.