14 de out de 2010

O TELEFONEMA - Deixando de lado, por alguns momentos breves, leves como a pluma que precisa do vento sem parar, Lula telefonou ontem para o presidente Sebastian, do Chile e - no meio da operação resgate - tacou-lhe os parabéns "pelo sucesso do resgate". Com o áudio a meia boca para os ouvidos do mundo, o presideus brasileiro louvou o trabalho dos resgatantes e a coragem dos mineiros. Nada mais do que isso chegou aos uvidos mundanos, mas especuladores atentos garantem que Lula quis saber do governante chileno como fazer para provocar um desabamento igual aqui no Brasil, antes das eleições do fim do mes. Não seria uma tragédia; seria uma mina... de votos. Não é nada, não é nada, o resgate foi assistido por um bilhão de telespectadores do mundo inteiro.


O SALVADOR - O comando de campanha de Dilma garante que, se não fosse aquele oportuno telefonema de Lula para Piñedo, os mineiros chilenos estariam soterrados até agora lá no deserto de Atacama. Lula salva!

A POSTOS - Para qualquer eventualidade, Marcos Pontes - o astronauta que levou dez milhões de dólares da Petrobras para plantar um pé de feijão nas redondezas da lua, já está a postos para orientar a fabricação de uma cápsula igualzinha à Fênix - aquela que tirou os mineiros chilenos da cinzas - para salvar o povo brasileiro.

SOTERRADA - Nessa fase da corrida rumo ao Palácio, a postulante Dilma está com cara de gaúcha mineira soterrada sob os ares de Serra.

SABOR DE VINGANÇA - Para nosso correspondente para cobertura de tragédias, o Garanhão de Pelotas, o resgate dos mineiros no Chile naquela capsula teve um certo sabor de vingança: - É um sonho ver um supositório daquele tamanho ser penetrado por aquele monte de homens de 15 em 15 minutos!

BRASIL 1,99 - O Brasil que era ralé virou Brasil da elite. É isso que dá a impressão de que a miséria virou classe média. O poder de compra transformou os grandes magazines em exitosas lojas de 1,99. Bem ao contrário dos tempos em que Dilma era do governo de Alceu Colares, no Rio Grande do Sul.

O FUNDADOR - Se você tiver estômago e prestar atenção nos programas eleitorais de TV vai perceber que Dilma acaba de descobrir o Brasil que foi fundado por Lula em abril de 2002.

BICHARADA - Assim como o galo pensa que o sol nasce só porque ele canta, Lula acha que o Brasil foi descoberto apenas para quele fosse presidente. Agora, Dilma surge como a galinha dos ovos de ouro que deixa as raposas cuidando do galinheiro.

PIONEIROS - Lula tem quase certeza de que a história do Brasil começou com ele, em 2002. Dilma está pra lá de convencida que a independência feminina comeou quando ela nasceu.

A ENCOMENDA - O bando dos institutos de pesquisa que pagaram o mico de erra tudo no primeir turno, é a mesma pandilha de sevandijas que continua mostrando que tudo que remenda sai pior que a encomenda. No dia da eleição, a boca de urna conserta tudo.

DO MELHOR JEITO - O Partido Verde se reuniu ontem para concluir, com pompa e circunstância, que não concluiu nada a respeito da declaração do apoio que marina Morena pensa que pode dar a um dos dois postulantes ao cargo de Lula. Vai se reunir de novo para concluir a mesma coisa e só então, sairá do armário. Na verdade, tem pouco para oferecer. Os 20 milhões que não votaram em Serra e nem em Dilma - com horrorosas exceções - também não votaram em Marina. Queriam apenas conhecer melhor os dois candidatos, para votar do melhor jeito possível que lhes resta.

BARBADA - Essa eleição no fim do mes é uma barbada. É só decidir em que modelo você quer votar: o modelo Ficha Limpa, ou o Modelo Ficha Suja.