22 de ago de 2010

A Musa do País do Futebol

Não adianta nada aqueles que sentem azia ao ler as pesquisas eleitorais propalarem aos quatro ventos que a grande mídia - os jornalões, as redes de TV e a malha de emissoras de rádio concedidas pelo governo a seus aliados, estão a soldo e tem o governo e seus cofres como patrões.

O povão não lê; o povão não assiste ao horário gratuito; o povão quer futebol e piada pronta nos programas de rádio. A revolta e o desespero são inuteis.

A popularidade de Lula - que já ilumina o seu poste preferido - decorre do desmanche da classe média que já se conforma em ser classe C, mas está doidinha para chegar à casta dos miseráveis que não precisam trabalhar para ganhar bolsa-família e comprar tudo o que está nas gondolas dos supermercados - sonho de consumo de quem ganha cartão de crédito de mão-beijada e casa de papelão.

O brasileiro já descobriu que Lula é igualzinho a ele. Gosta de um jeitinho; adora ser mais esperto que os outros; não se importa dar bola fora, desde que o juiz não apite; gosta de fingir que vai por aqui, mas vai por ali; tem paixão pelo drible nos seus marcadores e não se importa de dar ou de levar uma tesourada num lance lá que outro...

A popularidade de Lula é contagiante e não tem cura. Já pegou em Dilma que tem tudo para ser a nova musa da tesoura no país do futebol.