5 de ago de 2010

É HOJE!
É hoje! Ninguém pode perder. Esta noite, às 10 horas em ponto, todo mundo na sala diante TV. E com o controle remoto na mão para pilotar pelo menos dois canais. Um, no "1° Debate dos Candidatos à Presidência"; outro, na decisão São Paulo x Inter, pela Libertadores. A cada bola fora, você muda de canal. Levando chute na cara, de tudo que é lado, você vai acabar escolhendo um bom filme legendado numa dessas opções a cabo.

QUE TERROR
Na carta - é assinada e nem parece dossiê - o PT exerce seu direito de resposta às flechadas de Índio e diz que condena o terrorismo. Não fala nada sobre o currículo do ex-padre FARCista Medina e sua mulher, contrada por Dilma para o governo Lula; não toca nem retoca o perfil de Cesare Battisti; nem fala na velha amizade com Ahmadinejad, os irmãos Castro e o bufão Chávez.

CARA DE UMA...
Joaquim Roriz comemorava mais um aniversário na quarta-feira, traçando um bom churrasco de bezerros bem-havidos, quando teve que engolir a impugnação de sua candidatura ao governo do Distrito Federal. Vai recorrer, mas já sabe que vai acabar lançando a sua filha como candidata. Roriz vai fazer com ela o que Lula fez com Dilma. Em menos tempo.

O EFEITO
Na Califórnia juiz libera a volta da união gay. Olha o efeito Argentina aí, gente!

ALTERNATIVAS
Sem desconfiômetro, pois já tinha sido levado no beiço pelo ditador do Irão, Lula resolveu exibir-se e prometer asilo para a iraniana que meteu um chapéu de Viking no marido. O exibimento só serviu para despertar a fúria do despotismo. Ahmadinejad agora manda avisar que Sakineh, mais do que adúltera é assassina. E, a essa altura, está indeciso: não sabe se manda matar a pedradas ou na forca. Assessores mais chegados, sugerem até uma penas mais branda para Sakineh: um copo de urânio enriquecido pela manhã, à tarde e à noite, durante uma semana.

ABRIGO PERIGOSO
Não foi só Lula que, aqui no Brasil desafiou as leis islâmicas. A Câmara acaba de oferecer asilo à bonita iraniana já maltrada por 99 chibatadas. Grandes coisas, para um Congresso em que uns senadores lá que otros comem umas jornalistas lá que outras, não há nada de novo front e que uns que outros deputados comem em tranca, nada de novo no front. Mas, se ela aceitar o abrigo na Casa do Polvo, vai ter que se cuidar. Dentro de nove mses é capaz de estar envolvida com processos de DNA e outras provas de inocência.

PERDEU, LEVOU
A molecada atrevida e abusada do Santos é a mais nova vencedora do tipo de competição mais praticado no Brasil nos últimos tempos: o quem-perde-ganha. Levou 2 a 1 do Vitória e está até agora comemorando o título da Copa do Brasil. E assim é que se chega à Taça Libertadores que leva ao topo do mundo.