13 de ago de 2010

COMME D'HABITUDE
Equipe de tevê da campanha de Dilma Rousseff pagou um tremendo mico no Ceasa de Brasília, quando gravava imagens, dias atrás. Os artistas pegaram frutas emprestadas com um feirante que, acabou acusando-o de não pagarem e nem devolvê-las. O comerciante prendeu a turma no box e chamou a polícia. Depois de um bom barraco e diante dos policiais, as frutas foram pagas. O comitê de Dilma nega que a baixaria tenha acontecido. É a força do hábito. Não, pegar frutas, não é força do hábito; negar o ocorrido, sim.

MÃOS Á OBRA
Câncer não vai afastar Fernando Lugo - o Bispo Papão, da presidência do Paraguai... Como não afastou Zé Alencar, da vice-presidência aqui no Brasil e nem Dilma da postulação pelo Palácio do Planalto. É que o cargo não exige esforço de verdade. Bota esse pessoal para trabalhar numa obra... Já estariam na fila do SUS há muito tempo.

TEMPO E CORDA
Na TV, Dilma terá 46% a mais de tempo do que Zé Serra. Os tucanos estão exultantes: quanto mais tempo ela tiver, mais votos conquistará para Serra. Se fosse no Irã, eles diriam que lhe deram mais corda para se enforcar.

DOSSIÊS
Dilma resolveu dar as cartas mais uma vez e refutou as acusações de que sua campanha elabora dossiês contra seus adversários: "Eu repudio completamente essas tentativas de levar esse tipo de problema para a minha campanha. Só serve para embaralhar...". Dilma tem todo o direito de repudiar a vinculação de dossiês a sua campanha; o difícil vai ser desvincular os dossiês de sua história de vida. Há mais dossiês do que diplomas.

ESTRATÉGIA DE FEIRA
A tática de Lula para evitar que Dilma acabe sujando a imagem retrucando ataques dos opositores é usar os ministros como laranjas. Dilma não vai responder mais às pedradas que lhe forem enereçadas. Caberá aos 40 ministros dar laranjadas nos outros concorrentes ao lugar de Lula, em outubro. É a estratégia Feira de Campanha.

DE UM PRA OUTRO
Os debates de bancada, alardeados pelas emissoras de TV como o principal termômetro para medir a inclinação do eleitorado para os candidatos de outubro, estão com a bola murcha. Os índices de audiência caem vertigionosamente ao primeiro sinal de que estão entrando no ar. Os marqueteiros das campanhas viraram censores prévios dos meios de comunicação. Em nome da manutenção do alto nível dos programas cara a cara, engessaram os confrontos de tal maneira que ninguém diz o que precisa e deve ser dito. Conversa de esfíncter pra falo - assim descrita para não cair no popular.

O MESMO DOUTOR
Kaká admite que jogou a Copa do Mundo "no sacrifício". Pior para Dunga, o Insensato: levou Kaká baleado e deixou de fora Ronaldinho Gaúcho na ponta dos cascos. E o médico da Seleção que escondeu a lesão de Kaká continua na equipe de Mano Menezes.

O MAL
Jovem diz ter câncer e usa doações para viajar para a Disney. Grandes coisas, tem candidato por aí que usa o câncer como catalizador de voto. É o mal que vem para o bem.

PERFIL IDEAL
Iraniano suspeito de mandar matar 11 pessoas é preso em Fortaleza. Empresário contrabandeava produtos eletrônicos, diz Polícia Federal. Ele já responde a um processo por pedofilia e abuso sexual. Se não fosse o projeto Ficha Limpa, esse cara tinha tudo para ser candidato em outubro.

HORÁRIO CAMPEÃO
Pesquisa aponta William Bonner como jornalista mais confiável do país. Pesquisa Marcas de Confiança é realizada há 9 anos. Nestlé ganhou como marca mais confiável para os brasileiros. Tira o Bonner dali e bota o Ratinho e, em um ano, o comediante do Sílvio Santos será eleito o maior jornalista do Brasil. Claro, se ele souber usar direitinho o telepromter como o Bonner. Se botar a Dilma no lugar da Fátima, ela ganhará em dois tempos o diploma de apresentadora do ano.

DROGA
Suspeito é preso com 15 quilos de crack no PR. Droga foi encontrada sob lataria do carro que suspeito dirigia. Segundo a polícia, ele transportava a droga de Foz do Iguaçu a Maringá. Depois das reações negativas provocadas pela notícia de que Maradona tinha proposta de dois clubes brasileiros, este foi o único sinal de que o histriônico técnico argentino estaria vindo para o Brasil.

LULA É JUCA
Toda vez que Lula finge se menosprezar diante de seus inimigos - Lula não tem adversários - ele, na verdade, está popularizando o seu despreparo educacional e, de maneira disfarçadamente esperta, enaltecendo-se como figura de grande tirocínio e eficiência. É o jeito Juca Chavez de fazer sucesso. O Menestrel usava sua baixa estatura, seu nariz enorme e sua figura grotesca para cativar lindas mulheres e ter êxito no palco. À medida em que ridicularizava sua feiura, enaltecia seu talento natural para a arte e a música. Lula é o Juca Chaves que sonha ser Hugo.

O GRANDE MEDIADOR
Irã ligará sua primeira usina atômica no dia 21, dizem agências russas. Mas Lula não tem nada a ver com isso. Esqueçam o que ele foi fazer por lá no mes passado. Agora, a grande mediação é pela morte da iraniana que traiu o marido. E tem também a condenação do garoto gay que até agora ainda não sabe se tem ou não tem um armário para ele aqui no Brasil. Os porta-recados do Itaramarty não sabem de nada.