9 de nov de 2010

Lula defende o Enem. Estava em Moçambique... Maputo!

Ministro descarta anular o Enem e Lula com o pé na África e, com ares de inventor do provão, diz que exame foi um sucesso. Para quem não sabe ler foi mesmo. Tiririca estaria aprovado com louvor.


Dona Dilma que, aos poucos já vai descartando as tutelas que pululam ao seu redor, até agora não tugiu nem mugiu. O Enem tem cara de Waterloo para Haddad no governo que vem aí. O ministro está com todo jeito de quem foi reprovado na prova do Enem. Apesar de contar nessa prova com a correção de Lula, Haddad não deve passar de ano.

Lula - seja em Moçambique ou na Coréia - não perde a viagem. Defendendo mais a permanência de Fernando Haddad no MEC do que o próprio Enem, ele aproveitou para cutucar a falecida oposição: - Tem gente que não quer que o Enem dê certo...

Dessa vez, o presideus que já está de saída do Palácio tem toda razão. Tem gente fazendo mesmo de tudo para que o Enem - uma boa idéia - dê errado. Haddad é o melhor exemplar dessa "gente". Só Lula ainda não viu isso. Faz sentido, o Cara não é do ramo. Então, finge que não vê nada, mostra que não sabe nada e não faz nada. Só finge. Não é por acaso que ao dar a entrevista ele estava no lugar adequado em Moçambique; tudo muito adequado, bonito, sugestivo... Maputo!

Foto: R. Stuckert/PR
Lula em Moçambique, já preparando as crianças africanas para uma prova do Enem a ser aplicada em Maputo por Fernando Haddad. Quando sobe pra cabeça, o fracasso não tem fronteiras.