5 de nov de 2010

GOZO MERECIDO - Dilma descansa em praia baiana. Presidenta eleita desembarcou em Ilhéus com a filha, Paula, e o neto, Gabriel. Pelo menos não foi para as colloridas Ilhas Seycheles... Dilma foi com atraso de dois ou três dias. Quando já estava de malas prontas, a primeira dama de ferro do Brasil levou um puxão de orelhas de seu inventor, virou Dona Flor e teve que fazer uma reunião às pressas para integrar o Michel Temer, o segundão no triângulo do poder, ao grupo de transição do que deve ser o governo de janeiro em diante. Agora, enfim, relaxa e goza na Bahia.

ACHAQUE AO CHEQUE - A estratégia do laranjal se espalha pelo Brasil de Dilma. Depois do pinga-pinga promovido pelos deputados laranjões do PT em cada um de seus estados de origem implantando os tais conselhos de controle social das comunicações, agora é a vez da volta da CPMF, o imposto de achaque ao cheque. Dilma finge que não tem nada a ver com isso, mas já prepara a caneta para usar como baioneta e sancionar o que vier do Congresso, a Casa da Dilma. Prepare o bolso. Ele vai ser achacado.

FICA, SIM - Não dá para entender como é que um governo, campeão de arrecadação fiscal e de gastos públicos - com viagens inúetis, diárias astronomicas, cartões corporativos - alega que precisa de mais um imposto para tratar da saúde pública. Estava errado o Tiririca: pior do que está ainda fica.

O BAFO - Ao Pisotear em suas próprias declarações de repúdio à recriação da CPMF - o imposto do achaque ao cheque, dona Dilma virou Dona Flor. Lula já bafejou na sua nuca com força suficiente para expelir da única derrota que lhe foi imposta pela oposição desvalida e que está atravessada na sua garganta há muito tempo. Aguarde o efeito do desmanche do Tiririca: pior do que está ainda fica.

EVITA - Para os argentinos que ainda não encontaram em Cristina Kirchner o seu eterno e inesquecível mito Evita, Dilma - a cria de Lula é simplesmente a Lulita. É preciso avisar para os argentinos que quem nasceu para Dilma da Silva, jamais será Evita Peron.

MMST - O núcleo duro da transição já elucubra realizar uma das paixões de Dona Flor: criar o MMST - Ministério do Movimento Sem Terra. Pode ser até que venha com outro nome, mas quem viver verá.

ESTRATÉGIA DO LARANJAL - A "estratégia do laranjal", já aplicada por laranjas do PT para cercear a liberdade de expressão e recriar a CPMF - já está sendo adotada também para fechar o olho grosso do PMDB. Todos os partidos nanicos da "coalizão pela governabilidade" também querem ganhar ministérios. Afinal, todos são filhos do presideus. Michel Temer já está ficando aflito no seu papel de traído nessa versão jorgeamadiana de Dona Flor e Seus Dois Maridos. O PT deita e rola.

O PODER - A revista Forbes anuncia Dilma - com oito dias de consagração - como a 16ª pessoa mais poderosa do mundo. Não é o que acham cerca de 45 milhões de brasileiros que não votaram em Dona Flor para presidenta. De qualquer maneira, Lula não está gostando nem um poquinho dessa história, afinal o máximo que ele conseguiu com a revista em oito anos foi um desprezível 33° lugar. Isso ainda não vai acabar bem.

O AUSENTE - Em determinados setores da humanidade, Deus não é onipresentequando. Quando foi a última vez que Ele entrou na relação da Forbes?!? Lula já está trocando orelhas com isso. Qualquer dia vai ficar atrás até de quem não é relacionado pela revista.

MUI AMIGO - "Lula não verá uma oposição como a que o PT fez com FHC", diz Aécio. Quem tem um defensor como Aécio, não precisa de atacante. Daqui pra frente, na dura lei, Lula não tem que ver nada. É apenas o ex-criador da criatura. Uma pessoa que já não é mais "não comum", com Sarney, Renan, Tiririca que tem mandatos públicos.

PODE - Inda que mal pergunte, pode alguém nascido em Sofia, lá na Bulgária, ser presidente do Brasil?.. Pode, aqui pode tudo. Em todo caso, cadê a prova; cadê?!?